Pular para o conteúdo

Primeira edição do MP na Comunidade é realizada hoje, em escola do Taquari

O bairro Taquari recebe neste sábado, na escola João Mariano, a 1ª edição do projeto MP na Comunidade. A iniciativa tem como objetivo aproximar a instituição da sociedade, tornando mais acessível o atendimento à população carente. A ação é para quase 70 mil pessoas que moram em 25 bairros da 2ª Regional.

Pela primeira vez em 50 anos, toda a estrutura do Ministério Público do Acre (MP/AC), inclusive suas promotorias especializadas, das áreas cíveis e criminais, farão consultas dos processos judiciais e extrajudiciais, ouvir denúncias e debater temas relevantes para a comunidade e fazer encaminhamento.

De acordo com a procuradora geral, Patrícia Rêgo, essa é uma ação planejada e faz parte da programação de aniversário de 50 da instituição em 2013. “Além disso, foi um anseio da população que percebemos durante as audiências públicas. Nosso objetivo é fazer pelo menos 3 edições por ano. Além da edição de hoje, queremos até o final do ano fazer outra”, destaca.

A escolha da 2ª Regional foi devido ao alto índice de vulnerabilidade social, criminalidade, ‘drogadição’ e episódios de violência, afirma a procuradora geral. O MP destaca que, em virtude do aumento das ocorrências de violência em Rio Branco nos últimos meses, uma equipe de gestores do sistema integrado de Segurança Pública e do sistema de Justiça estará reunida com lideranças da 2ª Regional para traçar diretrizes voltadas para a prevenção e repressão da criminalidade naquele território.

“Nosso objetivo é oferecer acesso à Justiça, sem que essas pessoas precisem recorrer necessariamente ao Judiciário. O MP tem instrumentos extrajudiciais que podem garantir o direito das pessoas. Resolvendo, de maneira mais rápida, as questões”, confirma.

A próxima edição do MP na Comunidade será realizada neste ano, na Baixada da Sobral.