Pular para o conteúdo

Presidente regional do Partido Solidariedade comemora homologação pelo TSE

 O presidente regional do Partido Solidariedade, no Acre, Luís Anute, comemorou a homologação da sigla pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última terça-feira, 24. Além do Partido Solidariedade foi criado, também, o Partido Republicano da Ordem Social (PROS).

 Anute falou das pretensões do partido no Acre e no cenário nacional. De acordo com ele, a sigla pretende filiar vereadores e prefeitos. Ele afirmou que não há intenção de filiar deputados com mandatos, pois isso enfraqueceria o pleito eleitoral de 2014.

“Os deputados que tem mandatos ainda não nos procuraram, mas não temos intenção de filiarmos pessoas com mandatos. O que faremos é uma grande aliança com o PPS, o PMN e o PR. Tudo caminha para isso”, reafirmou Anute.

 O presidente da nova sigla confirmou apoio a candidatura do deputado federal, Márcio Bittar (PSDB/AC), ao governo do Acre e do senador, Aécio Neves (PSDB/MG) para a presidência da República.

 O Solidariedade já tem em média 30 deputados federais que pediram filiação na nova sigla. A expectativa é repor as lideranças perdidas pela oposição, no cenário nacional, que com a criação de outros partidos manifestaram apoio a Dilma Rousseff (PT).

 O deputado federal, Márcio Bittar (PSDB/AC), ressaltou que Luís Anute é uma liderança positiva. Ele destacou que Anute coordenou por 12 anos o Sindicato dos Servidores em Saúde, além de ter o apoio do deputado federal e sindicalista Paulinho da Força Sindical (PDT/SP), que deverá ser filiar ao Solidariedade.