Pular para o conteúdo

Prédio histórico da Associação Comercial do Alto Juruá é revitalizado

NELSON 2A Associação Comercial do Alto Juruá (Acaj), em Cruzeiro do Sul, é a instituição de comerciantes mais antiga da Região Norte do Brasil. Fundada em 1909, a entidade foi a 3ª ser constituída no país, com os moldes estatutários da Associação Comercial do Rio de Janeiro. Nesta sexta, dia 4, o prédio construído nos anos 40, será reinaugurado com as novas roupagens da sua recente reforma.

Segundo o presidente da Acaj, o empresário Assem Cameli, a revitalização foi necessária para que os comerciantes tivessem um espaço climatizado e agradável para as novas ações que serão implementadas pela entidade. O prédio localizado sob uma colina às margens do Rio Juruá já faz parte da memória afetiva da população cruzeirense e do cenário histórico da região.

Assem Cameli afirmou: “Não me sentia bem num ambiente inadequado. Precisávamos de um espaço climatizado e com instrumentos de trabalhos atualizados. O prédio da nossa sede é muito bonito e de valor histórico inegável. Mas precisava dessa revitalização”.

A iniciativa da revitalização do prédio foi do novo presidente Assem Cameli que tomou posse em janeiro de 2013. A reforma foi realizada com recursos próprios da Acaj. “O comércio é uma tradição e a atividade econômica que mais gera empregos na nossa região. Todo o desenvolvimento do Juruá está diretamente relacionado a atividade comercial. Cruzeiro ganhará mais um espaço para conferências, palestras, eventos sociais e culturais. E os nossos associados terão um maior apoio da nossa entidade de classe para resolver problemas decorrentes do mundo de negócios”, disse.

Além da reconstituição da fachada, o prédio da Acaj ganhou novos banheiros, salas de reuniões e a reforma do auditório de conferências que foi batizado de Orleir Cameli. Todas as outras salas e espaços do prédio foram batizados com nomes de comerciantes da região que mantiveram a tradição de negócios com os seus descendentes.

Ação social – O presidente Assem Cameli quer aproximar a Acaj da população. Por isso, pretende em breve criar um banco de empregos. “Isso será uma garantia para os comerciantes que terão funcionários treinados e qualificados pelo braço social da Acaj que é o Ceanon (Centro Educativo Adilis Nogueira Maciel). Também estaremos formando jovens e adultos para o mercado de trabalho em geral”, garantiu ele.

O Ceanon foi criado pelas mulheres dos comerciantes cruzeirenses há 16 anos. Coordenado por Agamedina Sales, a entidade da Acaj já formou mais de 10 mil crianças, jovens e adultos em diversas atividades artísticas, culturais e educacionais. “A revitalização do prédio da Acaj representa o fortalecimento da nossa instituição e dos nossos trabalhos sociais para dar oportunidade aos nossos cidadãos e cidadãs de Cruzeiro do Sul e de todo Vale do Juruá”, finalizou Assem.  (Nelson Liano Jr., De Cruzeiro do Sul)