Pular para o conteúdo

Moisés Diniz quer audiência com governadores de São Paulo e Minas

moisesreunir 
O deputado Moisés Diniz (PCdoB) convidou os demais 23 parlamentares estaduais para uma série de audiências que devem ser iniciadas nos próximos dias. O assunto em pauta é a questão dos 11 mil servidores ameaçados de demissão pela ADI 3609, em análise no Supremo Tribunal Federal (STF).

  A 1ª audiência deve acontecer com o governador Tião Viana (PT). Diniz confirmou que viabilizará audiências com o vice-presidente do Senado Federal, Jorge Viana (PT/AC), e com o 1º secretário da Câmara Federal, deputado Márcio Bittar (PSDB/AC), além de se encontrar com o presidente da bancada federal, senador Sérgio Petecão (PSD/AC).

“Vamos ter esta audiência com o governador para que ele nos ajude nessa relação com o Planalto. Ainda vamos agendar uma audiência com o senador Jorge Viana. Outra com o Márcio Bittar e Sérgio Petecão”, argumenta o presidente do Comitê dos 11 mil.

Moisés Diniz acrescentou, também, que quer se encontrar com os governadores Geraldo Alckmin (PSDB/SP) e Antônio Anastasia (PSDB/MG). O objetivo da reunião é sensibilizar os governos destes estados quanto à situação dos servidores que estão irregulares. Em Minas Gerais são pelo menos 98 mil servidores na mesma condição dos 11 mil acreanos.
“Vamos dizer a eles que, quando a ADI 3609 for finalizada, o seu julgamento vira jurisprudência nacional. Os 98 mil servidores de Minas ficarão na mesma insegurança jurídica. Se não fizermos isso, o nosso poder de convencimento para aprovarmos a PEC 54/99 não vai nem se mover”, ressalta Diniz.

 O deputado Chagas Romão (PMDB) elogiou a luta encampada por Moisés Diniz e pediu o apoio dos demais parlamentares à causa. Disse, também, que esta não é a luta de apenas um parlamentar, mas do povo acreano.