Pular para o conteúdo

Apesar da alta expectativa, contratações temporárias seguem em baixa em Rio Branco

Há pouco mais de 1 mês para o período das festas de final de ano que movimentam milhões no comércio acreano, as contratações temporárias ainda são pequenas. Os comerciantes garantem que a demanda atual ainda não exige um reforço na equipe de pessoal. Realidade que deve mudar a partir dos primeiros dias de dezembro.

As empresas que já estão recrutando novos funcionários justificam que é necessário um tempo para a adaptação e treinamento. Tudo para garantir um melhor atendimento ao público. Para quem visa nas contratações temporárias a chance de uma efetivação, a dica é desempenhar da melhor forma o seu trabalho.

Segundo Meire dos Santos, secretária de uma loja da Capital, existe a expectativa de que 2 ou 3 pessoas sejam contratadas a partir de dezembro. “E é claro, dependendo do desempenho, alguns funcionários temporários podem sim ser efetivados no trabalho”, garante a secretária.

As principais contratações são para as funções de vendedores, estoquistas, repositores, analistas de crédito, embaladores e Papai Noel.

“Para aqueles que nunca trabalharam, são jovens e desejam ter seu 1º emprego. É uma época muito favorável para isso. É preparar o currículo, ter ensino médio completo, se tiver algum conhecimento de informática melhor ainda”, disse o gerente de uma loja de confecção, Mário Leão. Ele também ressaltou que a falta de experiência dos jovens é compensada com uma capacitação após a contratação.

Pesquisa – A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), realizou uma pesquisa para analisar os profissionais temporários que aproveitam a época para ganhar um dinheiro extra. Segundo a análise, 233.149 temporários devem ser admitidos e 43% dos contratantes pretendem não assinar carteira. Um número preocupante.