Pular para o conteúdo

Acreano que deixou para comprar passagem de última hora paga mais caro

 Os acreanos que desejam curtir as festas de final de ano fora do Estado, e decidiram isso de última hora, devem sofrer com as pesadas tarifas das passagens aéreas cobradas pelas empresas para atuar no Acre. Os trechos mais cobiçados são o litoral do Nordeste, Manaus e São Paulo. Além da alta tarifa, o IBGE afirma que o preço das passagens aéreas no Brasil aumentou 131,5% acima da inflação desde 2005.

 De acordo com a agente de viagem, Pâmela Carvalho, hoje ainda existem vagas, mas que a situação piora muito no início de dezembro. “Apesar de todas as orientações para adquirir os pacotes ou passagens com antecedência, os acreanos gostam de deixar tudo para última hora. A consequência é que o valor mais salgado e às vezes a falta de vagas nos voos”, confirma a agente.

 O ideal é comprar com antecedência de pelo menos seis meses, orienta Pâmela. “Tem gente que nos últimos tempos tem preferido ir para o exterior do que fazer algum roteiro nacional. O valor das passagens quase não tem diferença”, destaca.

 O trecho saindo de Rio Branco para Fortaleza, por exemplo, com saída no dia 25 de dezembro está custando em torno de R$ 2 mil só ida. A autônoma Lúcia Souza decidiu viajar de última hora para São Paulo em dezembro e reclama o alto valor das passagens.

“Na hora da compra, simulei o trecho saindo de Rio Branco e outro saindo de Porto Velho, é impressionante a queda no valor da passagem em voos que saem do Estado vizinho. Daí decidi ir até Porto Velho de ônibus e pegar o avião lá. Quero passar o final de ano no nordeste”, confessa.