Pular para o conteúdo

Presidentes aprovam metas nacionais para garantir mais eficiência ao Judiciário em 2014

EncontroCNJOs presidentes dos 90 tribunais brasileiros aprovaram seis metas nacionais durante a sétima edição do Encontro Nacional do Judiciário, que deverão ser cumpridas pela Justiça no próximo ano a fim de garantir uma prestação judicial mais célere e eficiente ao cidadão brasileiro.

 O vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), desembargador Samoel Evangelista, esteve presente no evento representando o órgão, acompanhado do juiz gestor das metas Elcio Sabo Mendes e da assessora de Planejamento, Luciane Medeiros.

 Entre as metas a serem cumpridas, estão medidas que buscam aumentar a produtividade, reduzir o congestionamento processual, garantir estrutura mínima de trabalho, sobretudo nas varas do primeiro grau, e combater a corrupção.

 Segundo o ministro Francisco Falcão, corregedor nacional de Justiça, que fez o encerramento do encontro, para 2014 o números de metas foi reduzido como um passo para novo desafio: encontrar mecanismo contínuo e duradouro para o fortalecimento e a melhoria do Judiciário brasileiro.“Com essa estratégia nacional, serão encontrados espaços para as melhorias na prestação jurisdicional e na entrega da Justiça almejada pela sociedade brasileira. Conclamo a todos para que juntos possamos ter um Judiciário cada vez mais célere e transparente, a qual todos nós tenhamos orgulho de pertencer”, pediu o corregedor.

 No encontro, os presidentes também aprovaram 12 macrodesafios que vão nortear as atividades do Poder Judiciário de 2015 até 2020. Durante a sessão na Corte Eleitoral do Acre nesta quinta-feira, 21, o presidente em exercício destacou um macrodesafio específico para a Justiça Eleitoral, que trata do “fortalecimento da segurança do processo eleitoral”.