Pular para o conteúdo

Porteiro é executado com dois tiros na cabeça dentro de hospital de Senador Guiomard

Funcionário e morto dentro do hospital em senador Guiomar 1José Ribamar Gomes de Oliveira, 42 anos, foi morto na madrugada desta segunda-feira, com 2 tiros na cabeça. Ele foi assassinado dentro do hospital Ari Rodrigues, em Senador Guiomard, de onde trabalhava como porteiro. Há 22 anos ele atuava naquela unidade de Saúde.

Segundo informação, um homem de nome Natanael Santos da Silva teria entrado no hospital armado. Ele rendeu o funcionário, colocando a arma na cabeça de José Ribamar. Um vigilante que presta serviço no hospital também teria sido rendido.

Na hora do suposto assalto, o funcionário teria levado 2 tiros na cabeça e morreu na recepção do hospital, instantaneamente.

Já o acusado fugiu após o suposto latrocínio. Segundo informação repassada pela polícia, o bandido também teria levado um tiro na perna.

A polícia foi acionada e conseguiu localizar perto do hospital a bicicleta na qual o acusado usou para fugir. Acharam também uma arma de brinquedo, que estava melada de sangue.

A polícia agora está investigando de onde saiu os disparos que atingiram o funcionário. Teria sido arma de Natanael ou do outro vigilante rendido.

Segundo a polícia, no mês passado o acusado teria invadido também o hospital e roubado a arma do vigilante. Na ocasião, Ribamar estava trabalhando e teria sido também vítima do assalto.

O bandido teria sido preso dias depois. Só que, como não estava mais em flagrante, ele teria sido solto. E a vítima, José Ribamar, teria testemunhado contra o acusado. Portanto, pode ter sido uma vingança pessoal.