Pular para o conteúdo

Senadores deverão acompanhar situação dos haitianos no Acre

senadoreshaiti 
Em breve, uma comissão externa de senadores deverá viajar ao Acre para acompanhar a situação dos imigrantes provenientes do Haiti que se encontram naquele estado. A constituição do grupo foi anunciada nesta quinta-feira (14) pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), senador Ricardo Ferraço (PMDB/ES).

“Esta comissão está acompanhando atentamente o desenrolar da situação que no momento afeta, em especial, o Acre. Estamos, inclusive, preparados para constituir comissão externa de parlamentares para ir ao Acre verificar in loco a dramática crise humanitária vivida por esses imigrantes ao entrar no Brasil”, afirmou Ferraço.

 Em recente visita ao Peru, país que se encontra na rota de viagem dos haitianos ao Brasil, a presidente Dilma Rousseff disse que ela e o presidente do Peru, Olanta Humalla, estão dispostos a “cooperar para combater a ação ilegal de redes de traficantes de pessoas”, em especial aquelas que atingem imigrantes haitianos a caminho do Brasil.

 O senador lembrou que, no período de janeiro de 2012 a julho de 2013, o governo brasileiro concedeu 3.329 vistos humanitários a cidadãos haitianos, uma média de 175 por mês, superior ao limite de 100 vistos mensais que vigorou até abril de 2013.

“Apesar das louváveis gestões do governo brasileiro no sentido de regularizar a situação dos imigrantes haitianos, de forma cada vez mais diligente, parece-nos faltar uma política pública de integração dessas pessoas à realidade brasileira, pois muitos haitianos continuam vivendo em situação de extrema pobreza no Brasil, em cortiços e favelas”, lamentou Ferraço.
A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) apoiou a iniciativa do presidente da comissão e pediu que a comissão externa a ser criada visite a cidade de Tabatinga, no Amazonas, que também tem recebido muitos imigrantes haitianos.