Pular para o conteúdo

Gilberto Diniz apresenta projeto que proíbe corte de árvores das espécies copaíbas e jatobás

Deputado-Gilberto-DinizO deputado Gilberto Diniz (PTdoB) disse que irá apresentar um projeto de Lei que visa impedir o corte de duas espécies da Amazônia: a Copaíba (Copaifera langsdorfii) e o Jatobá (hymenaea courbaril). Ele afirmou que as espécies florestais são fundamentais para a sobrevivência de animais da fauna amazônica, sendo sua principal fonte de alimento.

O parlamentar alertou que, por não haver uma legislação própria que discrimine a prática, os planos de manejo não respeitam o corte dessas espécies. Ele destacou, também, o poder medicinal da Copaíba. Segundo ele, a espécie tem sido ‘alvo da ganância’ de madeireiros. Gilberto Diniz citou um caso específico que vem ocorrendo no Ramal do Mucurí em Sena Madureira.

“Os projetos de manejo não estão respeitando isso. A copaíba é medicinal, e ambos, o jatobá e ela, são a base alimentar de muitos animais da nossa fauna. Não posso me calar diante disso. Tenho que garantir a sustentabilidade dessas espécies. Por isso estou elaborando este projeto”, argumenta o deputado.

Diniz salienta que, embora o projeto não seja aprovado ainda neste ano, pelo menos ele trará o assunto ao debate na Aleac. “Acredito que neste ano não aprovaremos tal matéria, tendo em vista o recesso parlamentar que se aproxima, mas já serviu para debruçarmos sobre o tema”.

Outro que manifestou apoio ao projeto de Gilberto foi o deputado Wherles Rocha. Classificou como grave as denúncias e pediu providências dos órgãos ambientais. “Fica o alerta aqui e manifesto o meu apoio ao projeto de Vossa Excelência”.

O projeto de Gilberto Diniz é baseado no decreto presidencial nº 5975/2006, que institui o fim do abate de castanheiras e seringueiras de origem nativa, tornando-as madeiras de Lei. (Foto: Cedida)