Pular para o conteúdo

No Acre, torcida do Fluminense vê time ser rebaixado, aceita a 2ª divisão e clama por paz

torcida fluacre - foto jp 2Distantes cerca de 4.500km da Fonte Nova, onde o Fluminense venceu o Bahia por 2 a 1 neste domingo (8), pela última rodada do Brasileirão, torcedores do Tricolor carioca acompanharam o rebaixamento do time para a Série B. Choro e pedido de paz marcaram a tarde dos tricolores em Rio Branco, Capital do Acre.

Cerca de 40 torcedores da Flu Acre, torcida organizada do Tricolor carioca no Estado, estiveram presentes na sede. Pela televisão, eles ouviram a frase que não desejavam neste domingo: “O Fluminense está rebaixado para a Segunda Divisão”.

“O maior erro do Fluminense este ano foi ter vendido jogadores e não repor o elenco. Infelizmente nós caímos, mas em 2014 a Flu Acre continua firme e forte”, garantiu o perito criminal Jessélio Medeiros, 47 anos, um dos integrantes da comissão que comanda a torcida.

O aposentado Raimundo Ferreira classificou a defesa do time como um dos pontos fracos na temporada e pediu mudanças para 2014.

“Nosso time estava ruim mesmo. A defesa é uma lástima. É tanto problema no clube, precisamos ter mudança de atitude. Nós caímos pela falta de eficiência”, comentou o torcedor.

Paz entre as torcidas
Jessélio Medeiros, um dos 60 associados da Flu Acre, que foi criada em 2007, aproveitou para ressaltar que as cenas nas arquibancadas do jogo entre Atlético-PR e Vasco, neste domingo, não podem se repetir no futebol brasileiro.

“Cenas como essas são lamentáveis. A Flu Acre quer deixar uma mensagem de paz. A torcida pode ser organizada e ter harmonia com os torcedores dos outros times. A rivalidade é apenas no jogo de futebol”, finalizou. (Texto e foto: João Paulo Maia / Globoesporte.com)