Pular para o conteúdo

Instrutores de trânsito fazem manifesto por reajuste e por isonomia salarial

 Instrutores de trânsito realizam um manifesto nesta sexta-feira, 6, em frente ao Palácio Rio Branco. A categoria reivindica reajuste e isonomia salarial. De acordo com o presidente do Sindicato dos Instrutores de Trânsito do Acre, Paulo Sérgio, a hora/aula paga para os profissionais em todo o Estado varia entre R$ 4,00 e R$ 7,00. A meta é aumentar para R$ 10,00.
Segundo o presidente, atualmente o número de filiados varia de 200 a 300 instrutores, mas muitos deles estão inativos pela necessidade de buscar outras fontes de renda, devido à baixa remuneração.

“Nossa função é fundamental para o bom funcionamento do trânsito, além de ser bastante estressante. Tem instrutor que passa até 13h dentro do carro trabalhando na formação de novos condutores”, explica.

 Em 2002, foi reajustado o valor da hora/aula para R$ 5,00. Hoje, após 12 anos, eles estão reivindicando o valor de R$ 10,00 a hora/aula. Isso representa menos de R$ 1,00 por ano. “Além disso, queremos estabelecer um valor único pago pelas autoescolas em todo o Estado”, destaca o presidente.

 Das 21 autoescolas em Rio Branco, 19 delas compareceram as reuniões para a definição do reajuste. “Entendemos que elas estão abertas a negociação. Temos o apoio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC). E desde já avisamos aos futuros motoristas que o valor cobrado pela emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vai sofrer reajuste. Já que teremos o simulador de trânsito e agora e o reajuste dos instrutores”, confirma Paulo Sérgio.