Pular para o conteúdo

Mais de 45 mil eleitores poderão ter o título cancelado em Rio Branco por não terem feito o recadastramento

Faltando pouco mais de 50 dias úteis para o final do prazo para o recadastramento biométrico na Capital, mais de 92 mil eleitores ainda não fizeram o procedimento. Atualmente o Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE/AC) atende em média 800 eleitores por dia, bem abaixo da capacidade de atendimento, que é de 1.800 eleitores.

Caso esses eleitores não procurem os postos de atendimento no prazo estabelecido pelo Tribunal terão seus títulos cancelados e não poderão votar nas eleições de 2014. Além de não votar, os eleitores terão problemas com o CPF e, como consequência, os que são assistidos por programas sociais, como o bolsa família, por exemplo, também terão dificuldades em manter o benefício.

Outras restrições são estabelecidas na legislação eleitoral, como a impossibilidade de obter passaporte, matrícula em estabelecimento oficial, receber vencimentos no serviço público, obter carteira de identidade, tomar posse em cargo público e etc. Ainda pagarão multa para regularizar a situa-ção após as eleições.

Pelas projeções do TRE/AC, mais de 45 mil eleitores terão seus títulos cancelados, o que representa cerca de 20% do eleitorado de Rio Branco.

A ausência de tantos eleitores nas próximas eleições pode influenciar os resultados. Só para se ter uma idéia do que representa esse número, nas eleições de 2010 ocorreu de haver deputado federal eleito com 15.849 votos, ou seja, um terço dos títulos que podem ser cancelados. Para deputado estadual houve candidato eleito com 1.690 votos.

O TRE do Acre disponibiliza vários pontos de atendimento ao eleitor e não há fila nos locais. O eleitor gasta menos de vinte minutos para realizar o recadastramento.

Causa preocupação ao Tribunal a possibilidade de os eleitores deixarem para procurar atendimento nos últimos dias. Nesse caso, poderá haver tumulto, tendo em vista que não haverá reforço no efetivo de atendimento, pois todos os equipamentos disponíveis já estão em operação. (Ascom TRE/AC)