Pular para o conteúdo

Coronel Júlio César assume o comando do Gabinete Militar no lugar de Margarete

O comando do Gabinete Militar do Governador é o segundo maior posto que um policial militar pode ocupar. E na tarde desta sexta-feira, 27, o governador Tião Viana prestigiou a troca de comando do gabinete, que passou da coronel Margarete para o coronel Júlio César. A emocionante cerimônia no Memorial dos Autonomistas também marcou a aposentadoria da coronel Margarete, que entra na reserva militar após 28 anos de serviços prestados.

“Esse é um momento de despedida e saudade de uma companheira cheia de honradez. Margarete soube comandar o Gabinete Militar e deu a maior tranquilidade a mim, ao César Messias e às nossas famílias. E tenho muita gratidão a ela, além de ter certeza de que cada policial militar presente aqui, através dela, vai entender o significado de ser coronel, a força que é essa conquista. E o Júlio César, com certeza, trará também muito orgulho à nossa equipe”, disse o governador Tião Viana.

O policial no comando do Gabinete Militar é responsável pela equipe e estratégia de segurança pessoal do governador Tião Viana, o vice César Messias e respectivas famílias. Para a coronel Francisca Margarete Melo, esse é o momento final de uma carreira longa e cheia de gigantescos desafios, mas de completo amor à farda.

“Eu e minhas quatro companheiras na época entramos numa selva: a selva masculina que era a Polícia Militar do Acre. Foram anos de luta, e conquistamos nossa igualdade. Nesse meio tempo, a polícia feminina cresceu, mas tínhamos o sonho de ter nosso próprio quartel. Ganhamos uma baia de cavalo coberta pelo mato na época, mas eu e as meninas construímos, a partir daquilo, o melhor quartel que existe em Rio Branco até hoje. Não foi de repente que virei coronel, teve muita luta nesse caminho”, contou Margarete.

Para o comandante da Polícia Militar, coronel José Anastácio, Margarete foi mais que uma companheira de farda, mas uma amiga. “Por onde ela passou fez história. E uma história positiva, bonita. Obrigado a tudo que você fez e a tudo que me ajudou, não só como militar, mas como amigo. E, claro, não posso deixar de desejar as boas-vindas ao coronel Júlio César e que ele continue com esse excelente trabalho”. declarou.

A chefe da Casa Civil, Márcia Regina, lembrou que, junto com Margarete, foram elas que comandaram as secretarias mais próximas do governador Tião Viana, cargos nunca antes ocupados por duas mulheres ao mesmo tempo. “Para a mulher não é fácil: mesmo no século XXI ainda enfrentamos muitas dificuldades. O Tião [Viana] ter nomeado duas mulheres para as secretarias mais próximas do seu gabinete é uma referência de um Acre novo. Tenho muito orgulho de ter convivido e aprendido com você, Margarete”, ressaltou Márcia Regina. (Da Agência Acre)