Gazetinhas 26/01/2014

* E aí tudo pronto, tudo certo para o “rolezinho” hoje no shopping?

* Pegar o buzão (não vale ir de carro) para encontrar os “parças” e beijar muito, muito as “minas”.

* A conferir no que vai dar.

* Pelo sim, pelo, não como se está noticiando, a direção do shopping obteve uma liminar na Justiça para se resguardar de tumultos, agressões e outros excessos.

* Sem restringir o direito de ir e vir e sem preconceitos.

* A propósito, esta semana a Folha de S. Paulo publicou pesquisa do DataFolha, mostrando que 82% dos paulistanos são contra os “rolezinhos”.

* Até na periferia, onde surgiu o fenômeno.

* Mesmo assim, o presidente da Associação dos Lojistas de Shoppings disse que a entidade tem acordo com os líderes do movimento para evitar assaltos e furtos.

* E sugeriu inclusive que o governo paulista crie um “rolezódramo” para a moçada se encontrar.

* Ainda sobre o assunto, o publicitário Antônio Carlos Pinheiro manda e-mail sugerindo que a mídia dê um tratamento “psicoantropológico” ao fenômeno.

* Segundo ele, até agora a mídia teria dado apenas um tratamento sociológico, quando, na realidade, a moçada, os “parças” não querem apenas ficar cutucando no “face” no “zazap”.

* Eles querem se encontrar, querem o contato físico, querem “beijar muito”.

* É uma tese interessante.

* Por outra, alguns analistas políticos acham que a mídia está dando espaço demais para os “rolezinhos” por falta de assunto neste começo de ano, quando para tudo – os governos, a política, o futebol…

* E um deles sugeriu inclusive que os jornalistas deveriam tirar férias coletivas em janeiro.

* Atendendo a sugestão, então chega de “rolezinho”.

* Na política local, muitas escaramuças nos últimos dias entre os grupos do senador Petecão/Bocalom e o do Márcio Bittar/Gladson Cameli.

* Por enquanto, sem acordo.

* É possível até que amanhã Petecão convoque uma coletiva para anunciar um novo nome para o Senado.

* Hummm.

* Já na Frente Popular, o testosterona baixou, o “caso Aline” foi superado, a questão é saber se é Aníbal ou Perpétua ou Perpétua ou Aníbal para o Senado.

* Pesquisas domésticas mesmo da oposição indicam que o governador Tião Viana se recuperou bem depois da G-7 e corre solto.

* Ainda sobre candidaturas, o advogado Edinei Muniz manda e-mail informando que o “povo diz e quis” e ele será candidato a deputado estadual.

* Deputado Flaviano Melo mostrava na sexta-feira no Point do Pato a foto de um tambaqui de seis quilos que pescou na sua chácara, na Jarbas Passarinho.

* Só que o açude é do vizinho, do Bial.

* O telefone toca. É o Lhé, dizendo que encontrou um pedaço da corrente histórica do Plácido de Castro, em Manaus, no Instituto Histórico e Geográfico e conclama a todos a pegar em armas para recuperar a corrente.

* Lhé sempre quer pegar em armas.

* Vou ali dar um “rolezinho” na Colocação Mulateiro.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation