Pular para o conteúdo

Jorge Viana alerta para aquecimento global e diz que dívida com o Meio Ambiente pode se agravar

JorgeO vice-presidente do Senado Federal, senador Jorge Viana (PT/AC) comentou sobre a divulgação do Relatório elaborado pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC). Segundo o relatório, é necessário investimentos bilionários, além da drástica redução de emissões de gases com efeito de estufa para manter o aquecimento global dentro dos limites toleráveis.

Nesse sentido, o senador alerta que as emissões de CO2 precisam ser reduzidas e destaca que a ação do homem sobre o Meio Ambiente tem provocado essas alterações profundas que necessitam de medidas urgentes sobre pena de termos um quadro irreversível.

“Essa é uma informação ruim, mas real. Isso é resultado da ação do homem na natureza. O preço parece caro, mas pode ficar pior nos próximos anos. Uma dívida que precisamos pagar enquanto podemos”, diz Jorge Viana.

Segundo o texto do relatório, as emissões de CO2 devem ser reduzidas em 70% até 2050 para que se alcance a meta estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2009, que até 2100 o planeta terá aquecido apenas 2º C.

O quadro não é animador. De acordo com o estudo, as emissões globais de CO2  aumentaram, em média, 2,2% por ano entre 2000 e 2010. Se comparado  a 1970 a 2000 que teve uma crescente de 1,3%. Os mais poluidores são Estados Unidos e China que responde sozinha por ¼  das emissões de CO2.

O relatório da ONU foi divulgado nos impressos de maior circulação mundial como o The New York Times e The Guardian e pela Agência Reuters.