Pular para o conteúdo

Governo continua monitoramento dos rios acreanos

 A Defesa Civil continua vigilante quanto ao monitoramento dos níveis dos principais rios e índices pluviométricos. O único município que segue em estado de alerta é Sena Madureira, pois o rio Iaco está com 14,88 m e sua cota de alerta é a partir dos 14 metros, mas o transbordamento só ocorre se chegar a altura de 15,20 m.

 A cota de alerta é estabelecida para que se não havendo fluidez, antecipar  o alagação. O coronel Gondim explica como essa cota foi estabelecida: “A cota foi determinada de maneira histórica. A Defesa Civil iniciou seu trabalho no Acre em 1971 e quando o rio atingia o varadouro, determinou-se que aquela seria a cota de alerta e esses dados foram acompanhando o desenvolvimento do estado”. Ele diz ainda que essa é uma importante estratégia para antecipar ações, porque é um momento que o município e o estado ficam de prontidão para atuar caso haja transbordamento.

 O rio Acre está com 11,60 metros, ainda longe da sua cota de alerta que é de 13,50m. No entanto, em Cruzeiro do Sul, o nível do rio Juruá está em 11,03 e a cota de alerta é 11,80.