Bloco de oposição lança Roberto Duarte Júnior como pré-candidato ao Senado

 As principais lideranças de oposição manifestaram apoio à pré-candidatura ao Senado Federal do advogado Roberto Duarte Júnior. O senador Sérgio Petecão (PSD/AC) destacou que Duarte é um importante nome para o bloco de oposição liderado por ele. Outro que ressaltou a trajetória política da família Duarte foi o ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom (DEM).
“A família Duarte sempre teve sua vida dedicada à oposição. O nosso marqueteiro disse: ‘Bocalom você tem chances de ganhar as eleições, mas você precisa de um nome novo para o Senado, que nunca foi testado nas urnas’. E esse nome é o do nosso advogado Roberto Duarte Júnior”, ressaltou o presidente do Democratas, no Acre.

 Bocalom afirmou, também, que o adversário da oposição não é o PSDB, com Márcio Bittar, mas sim o Partido dos Trabalhadores. Ele criticou o endividamento do Estado e acrescentou que prevalece a ‘cultura do silêncio’, no Acre.

bocalomgov14

“Nosso adversário é o PT. Essa forma de governar. É incrível que todo mundo tenha medo de falar. Em que Estado nós estamos? Tenho certeza que estaremos nessa luta de corpo e alma”, disse Tião Bocalom.

 O peemedebista, ex-deputado federal João Correa, presente no evento, elogiou o jovem advogado e acredita que Roberto Duarte tem tudo para se colocar como uma grande liderança na oposição. Disse que a sua pré-candidatura pode ser alavancada pela sua força de vontade. “Se você tem vontade e disposição, você vai crescer”, disse Correa, empolgado com o fortalecimento da oposição.

 O ex-secretário de Educação, Alércio Dias, também adepto do mesmo pensamento de João Correa, destacou que Roberto Duarte Jr. é o oxigênio que a oposição precisava para se consolidar na disputa, tanto ao governo quanto ao Senado Federal.

 “A sua chegada, a sua jovialidade, a sua força, inteligência, isso é grandioso. Você vai dar uma contribuição enorme. Você é a força que precisávamos”, disse  Alércio Dias, referindo-se a Roberto Duarte Júnior.

 Já o vice-prefeito de Porto Acre, Sérgio Baquer, acrescentou que Duarte é um jovem que tem o respeito e o apoio de toda a liderança oposicionista. Ele afirmou que o momento é de satisfação com a integração do PMN ao bloco de Petecão e Tião Bocalom.

 A ideia agora é percorrer os 22 municípios. Quanto à pré-candidatura ao governo, os partidos decidiram que manterão os nomes de Tião Bocalom e Sérgio Petecão até as convenções, em meados de junho. A proposta é que permaneçam 2 candidaturas ao governo para forçar um eventual 2º turno.
“Quando vejo alguém defendendo candidatura única, eu fico preocupado. Penso que está a serviço do PT”, disse o senador Petecão.


Assuntos desta notícia


Join the Conversation