“Não sou pré-candidato de empresa, sou pré-candidato do povo sofrido”, diz Roberto Duarte

duarteEm entrevista na manhã de ontem (30), na rádio Ecoacre FM, com Demóstenes Nascimento, os pré-candidatos Tião Bocalom (DEM) e Roberto Duarte (PMN) falaram sobre as perspectivas políticas e cenários para as próximas eleições.

Roberto, que já vem sendo constantemente atacado por alguns de seus opositores, demonstrou respeito e diplomacia acerca das críticas que vem recebendo.

“Tenho observado algumas críticas a minha candidatura e confesso que as recebo com muita naturalidade. Até fico lisonjeado, pois comprova que nosso nome tem causado grande repercussão no meio político. Mas não vou entrar nesse jogo, até porque acredito que no segundo turno devemos caminhar juntos para que possamos vencer o grupo do medo, que comanda o Acre há quase duas décadas. Esse é nosso foco”, comentou Duarte.

Ainda acerca das acusações de que seria o candidato de uma empresa, o pré-candidato ao Senado foi enfático. “Quero afirmar que eu não sou pré-candidato de uma empresa ou de um grupo. Sou um profissional da área do Direito e, por isso, tenho clientes nos mais diversos segmentos. Sou pré-candidato do povo do Acre que deseja realmente mudança, incluindo os Divulgadores da Telexfree, pessoas de famílias humildes que estão sendo massacradas por uma injustiça que pode ter fins meramente políticos”, declarou Duarte.

O novo – Para Bocalom (DEM), a pré-candidatura de Roberto Duarte põe fim as críticas de que a oposição não tem novos e bons nomes.

“Precisamos unir a nossa experiência com pessoas mais novas, jovens. E o Roberto Duarte vem de uma família que a vida inteira fez oposição ao governo. É um dos advogados mais respeitados entre o corpo jurídico do Estado, um jovem com uma brilhante carreira e muita vontade de mudar o Acre pra melhor. Isso é para acabar de vez com essa história de que a oposição não tem gente nova”, afirmou Bocalom.

Antes da entrevista, Duarte e Bocalom estiveram visitando alguns bairros de Rio Branco, conversando com a população dos bairros Calafate e Wilson Ribeiro.

Durante o trajeto do ônibus, puderam ouvir o sofrimento do povo que não recebe água encanada há mais de 3 semanas, a luta de uma semana para conseguir ficha do atendimento nos postos de saúde, entre muitas outras histórias. “Sou pré-candidato deste povo sofrido que clama por mudança”, disse Duarte. (Do site Acre Alerta.com)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation