Em Tarauacá, o clima é de defesa intransigente da cadeira do PT no Senado

O mesmo sentimento registrado em todas as cidades visitadas, foi registrado em Tarauacá nesta quarta-feira, 29. Militantes e dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) naquela cidade não abrem mão de uma candidatura própria ao Senado nas eleições de outubro e defendem o nome de Aníbal Diniz para ser apresentado ao Conselho Político da Frente Popular para a disputado cargo.

Esse é o resultado da consulta feita pela caravana do diretório estadual do PT que está percorrendo todos os municípios acreanos indagando sobre a posição do partido sobre a vaga ao Senado. O encontro aconteceu com a presença do senador Aníbal Diniz, de Selma Neves, vice-presidente do PT estadual, do deputado federal Sibá Machado, do deputado estadual Jonas Lima e do representante do senador Jorge Viana, Carlos Araújo.

Durante o encontro em Tarauacá, Aníbal Diniz voltou a afirmar que o objetivo das consultas é fornecer elementos para as decisões que ele e a direção do seu partido devem tomar até o dia 20 de fevereiro, quando o PT terá que anunciar sua posição: se mantém a candidatura de Aníbal Diniz ou se apoia a candidatura da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB).

“Se a decisão do meu partido for por manter a candidatura, farei o possível para cumprir a minha missão, mas se for o contrário, me submeterei a essa decisão incondicionalmente”, afirmou o parlamentar.

De Brito, presidente do diretório municipal do PT em Tarauacá, afirmou que “Um bom líder costuma ouvir seu povo. Como todo petista, eu gosto de uma boa briga. Se nos conquistamos esse espaço porque, não lutar por ele? Esse é o momento certo pra fazermos essa discussão”.

O vereador Carlinhos Félix resumiu em poucas palavras o desejo de todos os presentes ao encontro. “A história do senador Aníbal Diniz se confunde com a história do nosso partido. Por isso, se depender de nossa militância, essa vaga que é nossa há 16 anos vai continuar no PT e se tiver de perdê-la, será no voto”, disse o vereador.

Veja o que disseram outros militantes e dirigentes:

“A gente vê o respaldo e o prestígio que o senhor tem no Senado e isso é importante.  Eu não acredito em pesquisa. Em 2010, o PCdoB teve sua chance e quase perdemos a eleição pro Bocalom”, Márcio André, juventude do PT.

“É um desafio, mas se nós somos do Partido dos Trabalhadores, temos que defender o nosso partido”, Silvania Nunes.

“Não temos medo porque, se somos do PT, juntos somos fortes. Quem mudou o Brasil foi o PT. Vamos eleger o senador Diniz. Vamos trabalhar com honestidade e sinceridade e colocar ele de novo lá, sem abrir mão”, Sebastião Eliseu.

“A simplicidade e a honestidade do nosso senador é o que mais me impressiona, pois ele pode vir aqui e reconhecer que, como o Binho e o Marcus Alexandre, pode não ser conhecido agora, mas que com a ajuda da militância, pode vencer uma eleição”, Antônio Araújo.

“O senador Aníbal está fazendo da forma correta, ouvindo a militância e essa vaga é nossa e vamos defende-la”, Edmundo Maciel. (Assessoria Parlamentar)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation