Pular para o conteúdo

Gazetinhas 18/02/2014

* Socorro! Está alagando tudo.

* Aqui e em Rondônia.

* Vamos virar todos patos e marrecos.

* Agora falando sério: o Rio Madeira continua subindo, já alagou Porto Velho e pode deixar o Acre sem combustíveis, medicamentos e outros produtos.

* Ontem de manhã uma das balsas já havia sido desativada.

* A fila de caminhões é de quilômetros.

* Aí se remete, mais uma vez, a questão da ponte sobre o Rio Madeira que não sai nunca…

* e o Acre continua dependendo de balsas para se abastecer de alguns produtos essenciais.

* Há três anos, alguns parlamentares do Acre, como o senador Jorge Viana, chegaram a fazer uma cobrança dura ao Dnit.

* Ficou tudo certo que naquele mesmo ano a licitação seria feita e começariam as obras.

* Até agora, nada.

* Semana começou movimentada na política com o anúncio da pré-candidatura da deputada Perpétua Almeida ao Senado.

* Mas nada daquilo que se especulava nas redes sociais aconteceu.

* Com tudo acertado, previamente, entre as lideranças da Frente Popular no final de semana, o ato ontem no Afa Jardim foi só abraços e beijinhos.

* Até entre o senador Aníbal Diniz e a camarada Perpétua, que apareceu toda radiante, com aquela flor da Tetê prendendo as madeixas.

* Aníbal, por sua vez, prometeu que sempre defendeu a participação da mulher na política e disse que entrará de cabeça na campanha.

* Ou seja, podem até restar algumas rusgas entre alguns “companheiros” e “camaradas” mais ranhetas, mas o fato é que a Frente Popular está com sua chapa majoritária formada:

* governador Tião Viana,  candidato à reeleição; Nazaré Araújo, candidata a vice-governadora; e Perpétua Almeida, candidata ao Senado.

* Já na oposição, por enquanto, nada de consenso.

* Até que nos últimos dias houve algumas propostas para se chegar a uma candidatura única.

* Uma delas seria o deputado Gladson Cameli para o governo; Tião Bocalom para o Senado e Márcio continuaria ou não deputado federal.

* Não houve acordo: Bocalom e Petecão continuam candidatos ao Governo e Roberto Duarte Júnior também pré-candidato ao Senado.

* Nada a opor a essas definições e movimentações na política tanto na situação quanto na oposição.

* Político tem que fazer política. Só que, depois, terão que combinar com o povão, que é quem decide, em última instância.

* E o povão está cada vez mais sabido e exigente. Quem tiver e apresentar o melhor projeto de governo leva.

* Piadinha infame: ateus do Acre fizeram seu primeiro encontro no sábado e lá pelas tantas um deles disse que “é preciso acabar com o preconceito, pelo amor de Deus”.

* Miau! “Aquele time” garfou, escandalosamente, o pobre Vasco.