Pular para o conteúdo

Em assembleia, servidores da Ufac confirmam que farão greve geral no próximo dia 17 de março

Funcionários técnicos da Universidade Federal do Acre realizaram uma assembleia no Anfiteatro Garibaldi Brasil para decidir pela deflagração de greve da categoria prevista para acontecer no próximo dia 17 de março. A categoria alega que, desde 2012, quando se juntou aos professores numa greve nacional que durou meses, os reajustes salariais obtidos após a paralisação não teriam servido nem para repor a inflação.

Com a paralisação do setor, o presidente do Sintest/AC, Robson Nascimento, afirma que 70% das atividades da Universidade Federal do Acre (Ufac) estarão comprometidas. Até a data da greve será cumprida uma agenda de paralisações de 48h marcadas para os dias 25 e 26 de fevereiro e 11 e 12 de março. “As paralisações servirão para mobilizar os funcionários”, confirma o presidente.

A luta dos servidores é pelo cumprimento das pautas prometidas pelo Governo Federal, mas que até hoje, não saíram do papel. Exemplo disso é a racionalização dos Cargos, Reposição dos Aposentados, Terceirização e Democratização nas IFES. Ascensão funcional, cumprimento integral do acordo da greve de 2012; – reconhecimento dos certificados capacitação dos aposentados e reconhecimento dos cursos de mestrados e doutorados fora do país, e cronograma com resolutividade para a negociação relatórios todos os Grupos de Trabalhos.

Além do reposicionamento dos aposentados, turnos contí-nuos, com jornada de trabalho (30 horas) sem redução salarial para manter a universidade aberta nos três turnos, entre outras reivindicações.