Emoção marca velório de um dos maiores visionários do Acre, Wilson Barbosa

Velório Wilson Barbosa - OLO velório e enterro do pecuarista Wilson Barbosa, 78 anos, foi marcado pela emoção da família e amigos. Segundo informações de parentes, Wilson sofreu um aneurisma no abdome e há 15 dias ele foi submetido a uma intervenção cirúrgica em Rio Branco. Em seguida, foi transferido para São Paulo, onde morreu no sábado, dia 8. O velório ocorreu no hall da Assembleia Legislativa do Acre e o enterro no Cemitério João Batista na manhã desta segunda, 10.

O corpo foi transportado em carro aberto em um caminhão do Corpo de Bombeiro. No final da década de 70, Wilson Barbosa montou e dirigiu por alguns anos o jornal A GAZETA DO ACRE. Ele era conselheiro vitalício do Rio Branco FC e presidiu o clube entre os anos de 1983 e 1984. Sob sua gestão, o Estrelão conquistou o título estadual (ainda não profissional) de 1983, e o Copão da Amazônia, em 1984.

Segundo o genro, Eliezer Patetão, no sábado os médicos identificaram que estava tendo obstrução no intestino e fizeram outra cirurgia e ele não resistiu. Eliezer disse que o sogro não estava doente, mas que havia passado por um problema semelhante, que foi identificado e tratado a tempo, evitando maiores complicações.

“Ele teve um antes, que conseguimos tratar a tempo. Esse, infelizmente, não tivemos como ver. Rompeu o aneurisma e, apesar da cirurgia muito bem feita aqui em Rio Branco, depois de ser transferido, ele foi a óbito”, lamentou o genro.

Para prestar as últimas homenagens ao pecuarista, estiveram no velório, o governador Tião Viana, o deputado federal Flaviano Melo, vereadores, secretários e advogados. (Foto: Odair Leal/ A GAZETA)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation