Pular para o conteúdo

Sinjac realiza protesto pela morte de repórter cinematográfico morto no Rio de Janeiro

 O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre (Sinjac) realizou um ato na manhã desta terça-feira, 11, no Senadinho para pedir respeito aos profissionais e repudiar a violência destinada aos jornalistas de todo o país. A mobilização ocorreu via redes sociais e os jornalistas que compareceram vestiam preto em sinal de luto pela morte do repórter cinematográfico Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, que foi atingido por um rojão enquanto trabalhava na cobertura de protesto no Centro do Rio de Janeiro na última quinta-feira (6).

O presidente do Sinjac, Victor Augusto, destacou que apesar do caso ter ocorrido no Rio de Janeiro, a realidade do Acre também preocupa e a categoria deve se unir para exigir melhores condições de trabalho e mais segurança.

“Perdemos um colega de profissão no Rio de Janeiro por ato de um vândalo no meio de manifestantes. Profissional que estava exercendo sua profissão, essa situação nos alertou para cobrar aos meios de comunicação do Acre o equipamento de proteção para os colegas de externa, principalmente para quem está na área policial e plantões” confirmou Victor.

 O presidente também afirmou que uma equipe de uma emissora local teve problemas durante a cobertura jornalística no início da semana. “Estamos atentos aos problemas que ocorrem com a categoria e os profissionais podem ficar seguros de que as providencias serão tomadas para apurar as irregularidades”, concluiu Victor.