Santiago diz que 20 parlamentares devem concorrer a reeleição e 3 à Câmara Federal

 O presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Élson Santiago (PEN), esclareceu que as eleições de 2014 não devem interferir nos trabalhos do Legislativo. Segundo o parlamentar o mesmo ritmo de trabalho dos 3 últimos anos será mantido.

“Não podemos perder aquele ritmo que a gente vinha. Foram 3 anos que tivemos uma atuação boa. Produzimos muito bem. Temos que continuar com esse trabalho. Espero que consigamos conciliar sessões e campanha”, ressaltou Santiago.

 O deputado explicou, ainda, que pelo menos 20 parlamentares devem pleitear a reeleição sendo que 3 deles concorrem a Câmara Federal. Quanto a sua reeleição, ele disse que não será mais candidato. Disse, também, que não pretende apoiar diretamente nomes. “Estou saindo da política numa fase boa da minha vida”, pontuou o presidente do parlamento acreano sobre seu futuro político.

 A GAZETA questionou as especulações sobre o aumento da verba de gabinete dos deputados. Ele acrescentou que o reajuste não pôde ser concedido por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas confirmou o aumento concedido aos parlamentares federais.

“Houve reajuste em Brasília, mas nós não podemos aumentar aqui por causa da nossa lei de responsabilidade fiscal, porque é despesa com pessoal, isso aumenta o nosso teto. Nós hoje não podemos fazer  qualquer reajuste”.

 Santiago não citou nomes, mas disse que parlamentares tem se movimentado contra a decisão da Mesa Diretora em não conceder o aumento. “ Houve uma chiadeira por conta disso de deputados, mas o que eu posso fazer? Não podemos fazer nada. Se eu fizer algo nesse sentido, ele é nulo”.

 Sobre a Mensagem Governamental, ele defendeu que Tião Viana (PT) não é um governo de promessas, entretanto, de realizações. Santiago conta que tem acompanhado o governador nas viagens ao interior e a receptividade é satisfatória. “Já perdi as contas de quantas vezes o Tião foi aos municípios e sempre levando benefícios. Eu nunca vi o Tião prometendo isso ou aquilo. Vimos isso aqui, agora, na Mensagem. O povo está cansado de tantas promessas. Ele está fazendo sem prometer”, destacou Élson Santiago

Assuntos desta notícia

Join the Conversation