Pular para o conteúdo

Ex-ministro Carlos Lupi confirma que PDT pode seguir com Márcio Bittar, no Acre

 O ex-ministro do Trabalho e presidente nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Carlos Lupi, esteve visitando o Estado ontem, 12. Na oportunidade, Lupi inaugurou a nova sede do Partido no Acre e falou das perspectivas da sigla para 2014. Acrescentou que o PDT deve apoiar Dilma Rousseff à reeleição.

“A nossa tendência mais forte é caminhar com a presidente Dilma. Nós estamos no Ministério do Trabalho há 7 anos. Temos uma marca no avanço dos direitos do trabalhador e na geração de empregos. Agora esse debate está sendo feito visitando cada estado da Federação.”, enfatizou Lupi.

 Sobre o PDT no Acre, Carlos Lupi disse ter mantido um diálogo com o 1º secretário da Câmara Federal, Márcio Bittar (PSDB/AC), que apresentou ao ex-ministro o desejo em ter o PDT compondo a aliança que hoje já conta com 10 partidos. Márcio Bittar teria garantido apoio a eleição do deputado José Luís Tchê, à Câmara Federal.

“Tive a honra de receber, em Brasília, o deputado Márcio Bittar (PSDB/AC) que mostrou interesse em ter o PDT como seu aliado e garantiu que o deputado Tchê seja o seu deputado federal. É o deputado federal que dar a configuração do Partido. Estamos avaliando. Também vamos nos reunir com o governador Tião Viana e ver as possibilidades”.

 Já o presidente regional do Partido, no Acre, deputado José Luís Tchê, argumenta que não tem intenção em deixar o projeto da Frente Popular, mas que hoje pensa no crescimento do Partido. O deputado diz que é necessário uma boa justificativa para que a sigla não caminha ao lado da oposição em 2014.

“A nossa preocupação maior é o PDT. Estamos  preocupados com os candidatos a federal e estadual. Aonde o PDT tiver maior chances, ele vai seguir esse caminho. É lógico que o PDT faz parte da Frente Popular, mas nós temos que ver o que é melhor para o Partido”, finaliza o deputado Tchê.