Médico Carlos Beyruth tenta viabilizar pré-candidatura ao Senado pelo PRP

Carlos Beyruth - FOTO REPRODUÇÃO ARQUIVO PESSOAL FACEBOOKO médico Carlos Beyruth (PRP) confirmou que na próxima quinta-feira, 27, se reunirá com o presidente nacional do seu partido, Ovasco Resende, e com o pré-candidato a presidenciável da República pelo PSB, Eduardo Campos, em São Paulo. Na pauta de discussão está a sua pré-candidatura ao Senado Federal pelo PRP no Acre.

Segundo Carlos Beyruth, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, pré-candidato à Presidência este ano, quer viabilizar no Acre um palanque eleitoral. A ideia é fortalecer o nome de Campos no Estado. Eduardo, que também contará com o apoio da ex-ministra Marina Silva, pretende ser bem votado no Estado.

“Os dois partidos têm coligação nacional e têm interesses em viabilizar um palanque eleitoral para o Eduardo aqui no Acre. Tudo vai depender dessa conversa que teremos em São Paulo, na quinta, 25”, argumentou Beyruth.

Ainda de acordo com ele, o PRP apresentou seu nome pelo fato de ele já ter uma trajetória política. Beyruth acredita que as lideranças nacionais baterão o martelo quanto ao seu nome. Ele também respondeu que o presidente regional do partido, doutor Julinho, é principal articulador desse processo de pré-candidatura ao Senado Federal.

Questionado se o governador Tião Viana (PT), principal articulador político da Frente Popular (FPA), estaria ciente deste processo, ele respondeu que sim. Disse que a pré-candidatura diz respeito ao Senado, e não ao cargo de governador. “Conversamos com o governador sobre isso, que era uma candidatura ao Senado e não ao governo”.

Se, de fato, a pré-candidatura de Beyruth se consolidar, a Frente Popular voltará a ter novamente o problema de duas candidaturas ao Senado. A partir de agora, são pelo menos 4 pré-candidatos disputando uma vaga apenas. (Foto: Arquivo pessoal)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation