Pular para o conteúdo

Gazetinhas 11/03/2014

* Ah, se nossos olhos tirassem fotos…

* Faltou um registro oficial da reunião da “aliança da oposição”, ontem, no restaurante do aeroporto.

* Flaviano Melo, Gladson Cameli, Antônia Lúcia, Sérgio Petecão…

* E mais uns e outros que ainda estão tentando puxar para o lado de lá.

* Eita, que agora o negócio começou a ficar bom!

* Tá certo que ainda falta um tempinho até que seja batido o martelo das ditas chapas majoritárias.

* Muitas disputas de ego ainda estão por vir…

* Mas, sem dúvida, que a ida de Petecão e de Antônia Lúcia (duas controversas, mas fortes lideranças da oposição), para a chapa de Márcio Bittar, dá uma estremecida no cenário da “situação”.

* Que a briga pela vaga ao Senado será histórica, isso todo mundo já espera.

* Mas, pelo visto, a disputa pelo governo também vai dar trabalho!

* Que ninguém conte vitória antes do tempo.

* Falando nisso, alguém aí tem notícias do Bocalom??

* Ô dó!

* Revista Veja desta semana traz notinha maliciosa, na coluna Radar, sobre o uso dos aviões da FAB no transporte de alimentos para abastecer o comércio acreano.

* Segundo o colunista, os militares, acostumados a trabalhar em “missões humanitárias”, estariam “descontentes” com o uso dos aviões para trazer “cargas particulares”.

* E teriam atribuído até uma nova tradução para a sigla FAB: “Farra Aérea Brasileira”.

* Pois bem… Aí depende do que eles entendem por “farra”, né?

* Porque, certamente, é algo bem distante do que vivemos hoje por aqui.

* Sei não se isso é coisa de militar ou de jornalista do Centro-Sul, com muito preconceito e pouca informação sobre a situação calamitosa que um Estado pobre e, de fato, isolado, está enfrentando.

* Ai de nós, se não fosse a “inovação do governador Tião Viana… com o aval da Casa Civil da Presidência”.

* Voltando à realidade:

* O nível do Rio Acre atingiu a marca de 16,64m, e o prefeito Marcus Alexandre assinou decreto que amplia a situação de emergência na Capital.

* Com a medida, o governo espera garantir mais recursos para ajudar no socorro às vítimas da alagação.

* R$ 1 milhão é o valor esperado.

* Ainda assim, vai faltar muita coisa.

* Portanto, quem puder contribuir, toda ajuda é bem-vinda.

* 2,4 mil pessoas estão desabrigadas.

* O pior é que as previsões não são nada boas.

* Estima-se que o rio suba mais um metro esta semana, e que o total de desabrigados ultrapasse os 3 mil.

* Que praga foi essa que jogaram no Acre, hein?

* Já andam dizendo que foi coisa do deputado Luís Tchê, que sugeriu até devolver o Estado pra Bolívia…

* Sai pra lá, olho gordo!

*Maíra Martinello.