Rio Acre fica abaixo da cota de alerta, mas volta das famílias só deve se feita no final de semana

O Rio Acre confirmou o sinal de vazante e fechou seu nível no começo da noite de ontem (17), às 18h, com 13,36m. Com tal marca, o rio ficou, pela primeira vez nas últimas 2 semanas, abaixo da cota de alerta para Rio Branco, que é de 13,50 metros. Outro bom sinal é que a Agência Nacional das Águas (ANA) prevê que o Acre não deve ter precipitações fortes para os próximos dias. Apenas chuvas esparsas, e de baixos volumes. Isso contribui ainda mais para a vazante do rio.

Apesar de já estar abaixo da cota de alerta, a Defesa Civil municipal ainda não recomendava, até ontem à noite, que as famílias desabrigadas por causa do rio saíssem dos três abrigos. É que a prefeitura, já bem atenta ao sobe e desce do rio, está trabalhando com uma espécie de outra cota: a de segurança, que é de 13 metros. O que isso significa? Que a Defesa Civil prefere só dar início à operação de retorno para as casas quando o Rio Acre estiver abaixo dos 13m.

Ainda assim, várias famílias desabrigadas já começaram a sair dos abrigos. Elas assinaram um termo de responsabilidade de que estão se retirando mesmo sem o aval público. A prefeitura deu a estrutura (apoio logístico, com a Semsur e a Emurb. Os bombeiros também colaboram) para ajudá-las. Ainda nesta segunda-feira, a PMRB deu o pontapé inicial também para a ação de limpeza dos 18 bairros atingidos, com 8 equipes de limpeza.

A estimativa da prefeitura é de nos próximos dias o rio continuar descendo. Desde o último final de semana para cá ele já baixou 3 metros. Com isso, a operação municipal para que as famílias retornem para seus lares deve ser deflagrada em breve. A previsão é de que até o final de semana a Defesa Civil já tenha providenciado o regresso de todas as famílias.

No retorno, as famílias irão receber um kit com produtos de limpeza para ajudá-las a limpar suas casas e preveni-las das principais doenças infecciosas que ganham condições favoráveis com a descida do rio. Os kits serão distribuídos tanto no abrigo quanto nos bairros. Até agora, mais de 7 mil kits já foram distribuídos para ajudar quem já saiu dos abrigos. Ainda ficaram 982 famílias no Parque de Exposições, 24 no Sesc do Bosque e 21 famílias no Ginásio Coberto.   

Assuntos desta notícia


Join the Conversation