Pular para o conteúdo

Perpétua Almeida tenta garantir que provas do Enem sejam aplicadas em todo o Estado

perpetuaenem 
A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) interviu nesta quinta-feira, em Brasília, para tentar garantir que as provas do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) no Acre também sejam aplicadas nos municípios de Santa Rosa do Purús, Jordão e Porto Walter na edição deste ano. A parlamentar acreana, que vem lutando há anos por esta causa, conseguiu recentemente importante vitória ao garantir a inclusão do município de Marechal Thaumaturgo na lista das cidades que aplicarão as provas.

 Na Indicação encaminhada ao Ministério da Educação, responsável pela realização das provas, Perpétua Almeida destacou que a democratização do acesso à universidade pública é uma bandeira histórica defendida pelos movimentos sociais e, ao deixar de ir até os estudantes, isso pode ser visto como exclusão. “O Enem é comprovadamente um dos melhores e mais alicerçados programas de inclusão social porque dá condições estruturantes para que alunos de todo o Brasil possam ser aptos ao ensino superior”.

 No interior do Acre, alguns municípios só são acessados por via aérea ou fluvial, sendo que alguns alunos aptos ao Enem não têm condições de arcarem com à custa de transporte. Em Jordão, por exemplo, para participarem do exame, os estudantes são obrigados a desembolsar em média, cada um, R$ 600,00 em passagem aérea ida e volta até Tarauacá, o local de provas mais próximo.  Por barco, a viagem levaria até seis dias. Por isso, a deputada Perpétua Almeida luta pela ampliação dos municípios que aplicam as provas.

 Já em Santa Rosa do Purus, por exemplo, a dificuldade aumenta: até Sena Madureira, a viagem dura uma semana de barco. “Seria essencial para estes jovens poderem fazer as provas nas suas cidades. Já que o alto custo com o deslocamento impede que muitos tenham a oportunidade de participar do exame”.