Pai de policial militar é assassinado a pauladas dentro de quintal

mototaxiassassinado 
O mototaxista Antônio Moura, à esquerda, e Adriano Silva de Andrade

A covardia de um homem identificado pelo nome de Adriano Silva de Andrade, 27 anos, que matou o mototaxista Antônio Moura, pai de um policial militar, revoltou e chocou moradores do bairro Tancredo Neves e toda a população de Rio Branco.

 De acordo com testemunhas, o mototaxista Antônio Moura que residia na rua 07 de Setembro, no bairro Tancredo Neves, estava saindo de casa no início da noite de sábado (5) para trabalhar quando Adriano Silva de Andrade, 27 anos, que é morador do bairro Tancredo Neves, fugia de uma confusão com outros três homens e durante a fuga invadiu a casa de Antônio Moura. O mototaxista teria pedido que Adriano Andrade saísse de dentro de sua casa, o que teria revoltado Adriano, que se apossou de um pedaço de ripa e desferiu um golpe na cabeça de Antônio Moura.

 A vítima caiu no chão agonizando e Adriano Andrade aproveitou a confusão para fugir do local em um veículo Fiesta juntamente com dois comparsas identificados pela polícia pelos apelidos de “Van” e “Ivan”, que também estariam envolvidos na confusão.

 Uma equipe do Samu socorreu a vítima que foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco, onde minutos depois não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu por traumatismo craniano.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation