“O passado são vocês, nós somos o futuro”, diz Marcio Bittar em debate que “sobrou” diante do adversário

Marcio Bittar no momento da chegada para o debate
Marcio Bittar no momento da chegada para o debate

O candidato a governador Marcio Bittar (PSDB), da Aliança por Um Acre Melhor, deixou a TV Gazeta, depois do debate desta quarta-feira, 22, carregado nos braços, depois de dizer “tudo aquilo que o povo tem vontade de dizer para o governador do PT”. Para se ter ideia, um dos momentos marcantes do confronto foi quando o candidato tucano disse a seu adversário que ele pare de falar em passado. “Quem está há 16 anos no poder são vocês, minha aliança representa o futuro”, afirmou.

Marcio Bittar saiu do debate de alma lavada e certo de que representou bem a população do Acre num debate marcado pelo nervosismo de seu adversário. Logo nas considerações iniciais os indícios de que o confronto seria apimentado, porque o candidato do PSDB tocou num assunto que irrita o atual governador: a Operação G7, trabalho da Polícia Federal realizado no Acre ano passado cujo resultado foi a prisão de “meio governo do PT”, entre outras por formação de quadrilha e licitações fraudulentas.

Ao entrar no assunto Operação G7 com um fato novo, a abertura de processo pelo Ministério Público Federal contra um sobrinho do governador, por licitação fraudulenta, Marcio Bittar desestabilizou o adversário, que em dado momento precisou ser acalmado pelos assessores. “Pior é que ele não responde. Fica insistindo em dizer que eu não leio isso, que eu não leio aquilo. É como o adversário na luta de box que só se esquiva. É ruim demais”, disse, em casa, depois do debate, o candidato Marcio Bittar, que já se prepara na manhã desta quinta-feira, 23, para o debate da noite na TV Acre, afiliada da Rede Globo no Estado.

A atuação de Marcio Bittar no debate provocou uma onda positiva nas redes sociais. Admiradores e eleitores dele elogiaram a performance, mas o inusitado foi o reconhecimento até mesmo de adversários, conhecidos eleitores do PT. Um deles apelou ao escrever que “Marcio Bittar pode vencer no debate, mas não suportará o esquema de domingo que vem”. Bittar se esquiva desses comentários, por se tratar não de eleitores comuns, mas pessoas que tem cargos de confiança. “Essas pessoas com cargos de confiança estão fazendo o papel delas, defendendo seus salários. Eu entendo”, afirmou, frio como sempre.

O candidato a governador pelo PSDB questionou depois do debate donde o atual governador arranjou tanta casa que disse ter entregado no Estado todo. “Ele falou tantos números de casas entregues que ninguém sabe onde foram construídas tantas casas, porque as da Cidade do Povo todo mundo já sabe. Prometeram 10,5 mil, mas não conseguiram entregar mil, e as que entregaram são tão malfeitas que no primeiro vento caiu tudo”, disse Bittar. (Texto e foto: Da Assessoria do PSDB)

Assuntos desta notícia