Gazetinhas 28/10/2014

* Booom Dilmaaa, leitor!

* Calma! Cessar fogo, por favor.

* A eleição já acabou e, agora, está na hora de acalmar os ânimos, né?

* Refazer as amizades, reencontrar a paz interior…

* Amém?!

* Ririri.

* Parece até que o povo não se cansou dos últimos quatro meses de guerra…

* Eu, hein.

* Boa pedida para a turma do 45 é seguir as dicas da pequena grande mulher Eliane Sinhasique:

* “Vou arrumar a bagagem… Repelente, rapadura, cerveja, isca e anzol… Manacapuru, me aguarde!”.

* E #partiu surfar na onda azul da balsa!

* É isso aí, pequena.

* Além de apontar erros e cobrar melhorias, é preciso ter também espírito esportivo e democrático para aceitar as diferenças e valorizar a legitimidade da decisão popular.

* Tá certo que foram muitas emoções… Muita intensidade pra uma campanha só.

* E que o PT venceu, no Acre e no Brasil, com um eleitorado mais do que dividido…

* Rachado, antagonizado por uma disputa de poder histórica no país.

* Praticamente a metade da população, lá e aqui, revelou o desejo de mudança, e isso também precisa ser respeitado e reavaliado por todos.

* Principalmente, pelos que venceram.

* Mas, o momento agora deveria ser de reflexão e reconciliação.

* E foi esse o tom do discurso dos principais líderes da Frente Popular, após o anúncio da vitória, no último domingo.

* Nas palavras do senador Jorge Viana, o PT ganhou uma “oportunidade de corrigir erros e unir o povo acreano e brasileiro”.

* Com humildade, segundo ele.

* Ooolha! Promessa é dívida, hein, senador.

* E pode ter certeza: é isso mesmo que o acreano espera.

* Na página 6, vale conferir o lúcido artigo do professor Evandro Ferreira sobre alguns acontecimentos deste processo eleitoral:

* “Na eleição de domingo votei em Dilma Rousseff, mas até sábado a noite estava certo que votaria em Aécio Neves. O que me fez mudar? Não compactuo com manipulações e tentativas escancaradas de ganhar eleição no grito”.

* Muito além das picuinhas políticas e partidárias, ele analisa o papel da grande imprensa, na monopolização e na manipulação da informação que chega à população brasileira.

* Uma reflexão pertinente.

* E, na balsa de Manacapuru, a segunda-feira pós-eleição foi comemorada como o “Dia do Fico” pelo senador Sérgio Petecão e companhia.

* Após anunciar que iria embora do Acre, caso o PT vencesse novamente este pleito, o senador voltou atrás e saiu-se com essa:

* “Para alegria do Marcio e desespero geral dos Vianas, diga ao povo que fico!”.

* É um poeta…

Assuntos desta notícia