Vereadores analisam Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano de 2015

A Câmara Municipal de Rio Branco iniciou nesta terça-feira, 21, os debates em torno da Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO) para o ano de 2015. A LDO indica os locais onde a prefeitura fará investimentos e todos os pontos onde serão alocados recursos para 2015.

De acordo com o presidente do parlamento mirim, vereador Roger Corrêa (PSB), os vereadores estão analisando minunciosamente às propostas apresentadas pela prefeitura. Os parlamentares têm até o próximo dia 30 de outubro para apresentarem suas avaliações e votarem pela aprovação da distribuição feita em cada segmento.

“Estivemos reunidos com a equipe da Secretaria de Planejamento do Município, para discutir detalhadamente os artigos da Lei. É necessária essa discussão para que possamos verificar onde podemos investir mais, onde uma indicação que faríamos pode resolver uma situação e apontar outra ação em outra localidade. Dessa maneira podemos legitimar ainda mais a nossa representatividade dada pela população que nos elegeu” disse Roger.

Os vereadores acompanharam as explicações da Secretária de Planejamento Janete Santos e puderam apontar algumas divergências.

No que se refere à reposição salarial, o vereador Marcelo Jucá (PSB) questionou a ausência de clareza no que diz respeito aos números de quanto será o reajuste salarial para o próximo ano.

“Na reposição salarial, a LDO não traz os números claros de quanto o servidor vai poder contar com aumento no ano que vem. Sem uma explicação sobre o percentual de reajuste fica até difícil cobrar da Prefeitura o aumento dos trabalhadores no próximo ano”, alertou Jucá.

A secretária de planejamento do município explicou que a Lei de Diretrizes orçamentárias traz como base as taxas de inflação, mas os valores dos reajustes podem ser decididos por uma comissão que vai se reunir em janeiro de 2015.

 

Assuntos desta notícia