Criadores acreanos devem vacinar o gado contra a aftosa em nova etapa da campanha

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa teve início, na maioria dos estados brasileiros, no dia 1º de novembro. A primeira etapa da campanha ocorreu no primeiro semestre.

A meta é vacinar aproximadamente 150 milhões de bovinos e bubalinos. Na região Sul, vacinam Paraná e Rio Grande do Sul. No Sudeste e no Centro-Oeste, todos os estados. Brasília, no Distrito Federal, e no Norte do país, Acre, Amazonas, Pará e Tocantins. Já no Nordeste, só Sergipe não faz parte da campanha este mês.

Nos estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Tocantins, Sergipe e no Distrito Federal, a vacinação deve ser feita nos animais com idade abaixo de 24 meses.

Durante a primeira etapa da campanha, 97,55% do rebanho brasileiro foi vacinado. Até o final de 2013, a população total de bovinos e bubalinos era de 212,4 milhões de cabeças.

Após a vacinação dos animais, o produtor deve apresentar a relação dos vacinados e a nota fiscal da vacina nos escritórios do serviço veterinário oficial. Os serviços veterinários estaduais têm o prazo de 30 dias para encaminhar ao Ministério da Agricultura o relatório das atividades da campanha de vacinação contra a doença.

Para outras informações sobre os procedimentos corretos para imunização do rebanho, basta acessar o site do Ministério da Agricultura. (Globo Rural)

Assuntos desta notícia