Jovem de 23 anos morre em acidente com equipamento de slackline

Estudante Gustavo Diniz praticava o esporte há anos
Estudante Gustavo Diniz praticava o esporte há anos

O estudante de Engenharia Florestal, Gustavo Diniz Modesto, 23 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira, 31, após um acidente enquanto montava um equipamento de slackline, esporte onde o praticante anda e faz manobras em cima de uma fita elástica esticada entre dois pontos fixos. O acidente aconteceu na tarde do dia anterior, no Parque da Maternidade, em Rio Branco. Gustavo faleceu por traumatismo craniano e afundamento de crânio, segundo o pai, Edson Modesto Maciel.

Segundo Vanessa Diniz, prima de Gustavo, a catraca, equipamento que une o elástico à arvore, arrebentou com a pressão e foi lançada sobre o rosto do estudante enquanto ele tentava montar.

“Ele estava testando a catraca e soltou, batendo no rosto dele. Há cerca de dois anos ele tinha sofrido um acidente de moto, bateu o rosto e tinha a face bem sensível, e foi nessa parte que pegou. Ele sempre praticou o slackline”, informou o amigo Paulo César.

Após o acidente, Gustavo foi encaminhado ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), mas não resistiu e morreu durante a madrugada.

“Ele entrou no curso de Engenharia Florestal da Ufac em 2009 e era um aluno assíduo. O curso decretou luto oficial e todas as aulas foram suspensas”, informou a coordenadora do curso, Adriana Maria de Souza.

Assuntos desta notícia