Major Rocha poderá assumir a presidência do PSDB no lugar de Marcio Bittar

Após vários anos no comando do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o ex-deputado federal, Marcio Bittar, afirmou na sexta-feira, 20, que deixará a presidência do partido. O parlamentar decidiu não concorrer à reeleição.

“Estarei sempre ajudando o PSDB, mas acredito que seja a hora de dar oportunidade a outras pessoas de cuidarem da direção do partido. Vou estar ao lado da nova direção do partido”, alegou.

Quanto ao provável sucessor, Bittar destacou o nome do deputado major Rocha (PSDB). “Um nome ideal para assumir a presidência do PSDB é o do major Rocha. Acho-o preparado e pronto para assumir. Estarei ao lado dele ajudando em tudo que for preciso”, frisou.

Questionado quanto à possibilidade de concorrer à presidência de seu partido, major Rocha confirmou que está na disputa. “Sou candidato a presidente do PSDB. Se tudo correr bem, a partir de abril assumo a presidência da sigla”, ressaltou.

Caso seu nome seja realmente referendado, ele afirma que uma das prioridades seja a construção de novas lideranças. “Somos o maior partido de oposição tanto no Estado quanto em nível nacional. Portanto, temos uma responsabilidade muito grande com nossos eleitores. Uma das prioridades será construir novas lideranças. Mudanças sempre são necessárias, portanto, vamos trabalhar nisso”, falou.

Outro ponto destacado por Rocha é a importância da fidelidade ao partido. “Temos vereadores no interior que fazem oposição ao próprio partido do qual pertence. Isso é inadmissível. Vamos cobrar fidelidade. Quem não se adequar às normas do partido, infelizmente, terá que sair. Nossa meta é crescer ainda mais como partido”.

Por fim, o deputado ressaltou a importância de Marcio Bittar e Tião Bocalom na construção do PSDB no Estado do Acre. “Foram fundamentais para chegar aonde chegamos”.

Assuntos desta notícia