Gazetinhas 19/03/2015

* É droga, muita droga!

* Mais um homem foi preso, em operação de rotina da PRF, transportando 15 quilos de maconha, em uma caminhonete.

* O indivíduo usava blusa do Deracre, dirigia o carro do Deracre, mas, segundo o órgão, não prestava serviços ao departamento.

* Eu, hein.

* Mas, a essa altura, isso é que o menos importa.

* A pergunta é: de onde vinha e pra onde ia tanta droga assim?

* Será que tem tanto maconheiro pra fumar essa quantidade do entorpecente que entra no Estado?

* Alguns mais entendidos falam na hipótese de a maconha entrar pelo Acre para ser trocada por cocaína na Bolívia…

* Após a “troca”, a cocaína voltaria novamente pelo “corredor acreano” para ser comercializada no Sul e Sudeste do Brasil.

* A informação tem fundamento, secretário Emylson Farias?

* Tem que ter alguma explicação pra isso aí.

* Na política local, mais uma bafão daqueles nos salões da Aleac.

* Mas, dessa vez, nossos nobres deputados não tiveram nada a ver com o furdunço, não.

* A confusão ocorreu durante a sessão dos vereadores, que, sem-teto por causa da alagação, estão “hospedados” por lá, à noite, para realizar as sessões.

* A pauta era a votação do Imposto Sobre Serviços (ISS), e a briga ficou feia entre manifestantes que acompanhavam os debates.

* O vice-presidente da Central de Trabalhadores do Brasil no Acre chegou a ser preso, acusado de agredir fisicamente uma militante do PT.

* Quem estava por lá conta que até uma pessoa armada foi identificada pela segurança da Casa.

* Em meio a tantos conflitos, a sessão foi adiada para a próxima sexta-feira.

* E é bom que a sociedade acompanhe mesmo (de forma pacífica, claro), já que, caso a isenção do imposto não seja aprovada, há a possibilidade de a tarifa de ônibus da Capital ser reajustada novamente.

* Mais um assalto?!

* Socorro!

* Falando nisso, presidenta Dilma enviou, ontem, ao Congresso, o tão falado “Pacote Anticorrupção”…

* Uma tentativa de resposta do Governo Federal às manifestações do último domingo.

* É um bom começo, embora que de efetiva mesmo haja somente uma medida, no pacote de sete, para ser aplicada imediatamente.

* É a que regula a Lei Anti-corrupção, que foi sancionada há 19 meses, mas não havia sido regulamentada até hoje.

* As demais dependem da aprovação do Congresso.

* Entre elas, destaca-se uma de autoria do senador Jorge Viana, que prevê a criminalização da prática de Caixa 2.

* Só pra lembrar, o “Pacote Anti-corrupção” é uma promessa da presidenta desde a onda de manifestações de 2013…

* Se demorou dois anos para a proposta ser enviada ao parlamento, a conferir agora quanto tempo levarão para colocá-la em vigor.

* Ô Brasil.

Assuntos desta notícia