Árbitro cita “garrafas de água mineral” atiradas em campo no Náuas x Vasco

Náuas teve o melhor público do estadual, mas pode se complicar
Náuas teve o melhor público do estadual, mas pode se complicar

A súmula do jogo entre Náuas e Vasco/AC, disputado no domingo, 8, na Arena do Juruá, pela 2ª rodada do Campeonato Acreano, pode complicar o time de Cruzeiro do Sul. O árbitro Antônio José Moreno relatou que “foram lançadas várias garrafas de água mineral de 500ml em direção ao campo”, fato que pode fazer o Náuas perder mandos de campo.

O Cacique venceu o Vasco/AC por 2 a 0. A arbitragem de Antônio José Moreno, auxiliado por Joaquim Adriano e Marcos Luan, foi bastante criticada pelos torcedores do Vale do Juruá e pelos dois treinadores, que após o apito final não pouparam críticas ao trio.

Célio Doka, técnico do Vasco, reclamou de gol anulado do Cruz-Maltino e sugeriu à Federação que faça uma reciclagem na arbitragem acreana, além de pedir mais seriedade dos árbitros.

Zacarias Lopes, do Náuas, foi mais incisivo nas críticas. Ele reclamou do número excessivo de falta dos vascaínos e de uma penalidade não marcada em Pedro Madson. O presidente-treinador acabou sendo expulso após o encerramento do jogo.

Zacarias também foi acusado de incitar seus jogadores à violência e poderá ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/AC). Na súmula do jogo, o árbitro também relatou a expulsão e ofensas do treinador.

As duas agremiações só voltam a campo no domingo, 22, no estádio Florestão, em Rio Branco. O Náuas enfrenta a Amax às 18h, enquanto que na partida de fundo o Vasco encara o Rio Branco. (GloboEsporte.com)

Assuntos desta notícia