Kits emergenciais começam a chegar a Rio Branco

Rio Branco-AC, 4/3/2015 – O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, entrega nesta quarta-feira, 4, para o Governo do Acre 3 mil colchões, para ser distribuídos entre os desalojados e os desabrigados pela cheia do Rio Acre. O material faz parte da primeira leva de 17 mil kits emergenciais autorizados pela Defesa Civil Nacional para ajudar o Estado.

Três mil kits infantis e mil fraldas geriátricas também já chegaram e nos próximos dias serão entregues 3 mil cestas de alimentos, 3 mil kits de higiene pessoal, 3 mil kits de limpeza e mil galões de água, além de 3 mil kits de dormitório. O Ministério de Desenvolvimento Social também enviou outras 1,9 mil cestas de alimentos.

“Vamos fazer chegar o apoio do Governo Federal a todos os municípios atingidos. Equipes estão distribuídas em Rio Branco tratando das ações positivas para a população”, disse o ministro. O MI já autorizou a liberação de outros 20,2 mil kits – esses somente para a capital do estado.

Durante a manhã, Gilberto Occhi e o governador do Acre, Tião Viana, visitaram a área rural de Rio Branco, inundada pelas chuvas. “Durante a vista percebemos a união de todos os entes. É um esforço único”, afirmou o ministro. O governador Tião Viana reforçou que esse é um “momento de união e confiança para que o Acre possa enfrentar a maior tragédia natural já vista” na região.

Na terça-feira, 3, o Ministério da Integração Nacional (MI) destinou R$ 2,5 milhões para ações de resposta no município de Rio Branco. Os recursos serão utilizados para construção de abrigos, refeições, ações de socorro e assistência e locação de banheiros químicos.

Essa é maior enchente já registrada no Acre – às 15h de hoje, o índice era de 18,39 metros. Ao todo, são 123 mil pessoas atingidas no estado e 56 abrigos montados.

Essa é a segunda visita do ministro ao Acre em uma semana. Na sexta-feira, 27 de fevereiro, Gilberto Occhi foi a Xapuri, Epitaciolândia e Brasileia, além de Rio Branco. A capital e outros quatro municípios acreanos (Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri) já tiveram situação de emergência reconhecida pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do MI.

Nesta quinta-feira, 5, Occhi segue para o município de Eirunepé (AM), onde se encontra com o governador do Amazonas, José Melo. Eirunepé é um dos sete municípios do Amazonas que tiveram reconhecimento de situação de emergência publicado ontem, além de Boca do Acre, Carauari, Envira, Ipixuna, Itamarati e Tapauá, em razão de inundações.

Assuntos desta notícia