Morre o advogado Edmir Gadelha

 Morreu nesta segunda-feira, 2, o advogado e apaixonado por futebol, Edmir Borges Gadelha, aos 78 anos. O velório acontece no hall da Assembleia Legislativa do Estado do Acre e conta com a participação de familiares e amigos. Emir estava na UTI há pelo menos 15 dias em decorrência da pressão alta e de problemas cardíacos. Sob o caixão estavam às bandeiras do Fluminense e do Rio Branco Futebol Clube.

Edmir Gadelha era funcionário aposentado do quadro jurídico da Assembleia Legislativa do Estado do Acre. Na década de 1970, ele trabalhou na crônica esportiva. Na mesma época foi vice-presidente da Federação Acreana de Desporto, hoje Federação de Futebol do Acre (1969/1971). Esteve na presidência do Rio Branco FC por dois mandatos, o último na década de 1990.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Acre, Marcos Vinicius Jardim Rodrigues, lamentou a morte do colega advogado Edmir Gadelha.

“Ele é um dos grandes responsáveis pelo novo momento que a OAB vive. Foi conselheiro da Ordem e participou ativamente da reconstrução da nossa instituição. Um grande homem, de legado irrepreensível, de personalidade reta, de cultura sólida. Foi um grande parceiro nessa missão chamada OAB. Foi Conselheiro Seccional atuante, forte, digno. Foi meu amigo nos momentos mais difíceis. Sempre tinha uma palavra de coragem e esperança”, disse o presidente da entidade.

Assuntos desta notícia