Paralisação da Suframa pode acabar nesta quinta-feira

 Servidores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) estão com as atividades paralisadas desta a última terça-feira, 24. A pauta de reivindicação inclui a aprovação da Medida Provisória 660, referente à reestruturação dos salários e vencimentos dos trabalhadores. A continuação do movimento dependerá do resultado de uma reunião nesta quinta-feira, 26.

Para os representantes dos servidores, a Suframa influencia de forma direta os Polos Industriais dos municípios do Amazonas, Rondônia e Acre, além dos demais da região norte. Eles afirmam que caso as melhorias não sejam implementadas, isso geraria uma desvalorização dos servidores e da própria instituição.

O representante do Sindicato dos Funcionários da Suframa no Acre (Sindframa), Renato Santos afirma que a paralisação pode ser ampliada caso as propostas de melhorias salariais e de valorização da instituição não sejam incluídas na lei 660, que se encontra no Congresso Nacional.

“Precisamos fortalecer essa instituição que ajuda e muito no desenvolvimento de nossa região. Os caminhões estão parados sem poder seguir com suas mercadorias, já que fizemos uma paralisação geral”, disse Renato

Com a paralisação, todos os serviços da Suframa foram suspensos e os caminhões com suas diversas cargas não podem descarregar os produtos, o que acaba criando um grande problema junto às indústrias e comércios em toda a região.

Assuntos desta notícia