Pular para o conteúdo

Alemães vão investir dez milhões de euros em projeto ambiental no Acre

Representantes do Acre participaram do evento. (Foto: Divulgação)
Representantes do Acre participaram do evento. (Foto: Divulgação)

O secretário de Meio Ambiente do Acre, Edegard de Deus, e a diretora-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação dos Serviços Ambientais (IMC), Magaly Medeiros, participaram nesta terça-feira, 18, das negociações de cooperação para o desenvolvimento sustentável entre Alemanha e Brasil, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

Secretários dos governos do Pará e do Amazonas também participaram da reunião, que contou com a presença de representantes de ministérios do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Agrário, além de uma equipe do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O governo alemão foi representado por integrantes do seu Ministério Federal para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ), Sociedade Alemã para Cooperação Internacional (GIZ) e do banco alemão KfW.



“Essa parceria é muito importante para o Brasil e para o nosso Estado. Somos agradecidos pelos 20 anos de cooperação técnica e financeira com o Acre, o que viabilizou a implementação das políticas de desenvolvimento sustentável”, destacou Edegard.

Na oportunidade, foi apresentado o Sistema Integrado de Gestão e Monitoramento de Informações Ambientais do Acre, orçado em 10 milhões de euros. O projeto já está em fase final de preparação e deverá ter o contrato assinado até dezembro de 2015. O coordenador das negociações, Paul Garaycochea, chefe da Divisão Sul Americana do BMZ, elogiou o Acre.

“É um modelo para a sustentabilidade. Com a execução desse novo projeto, espero dar continuidade à parceria com o Estado. Parabenizo o governador Tião Viana pelo trabalho que vem realizando em prol da sustentabilidade”, disse. (Paula Amanda / Agência Acre)

error: Conteúdo protegido!!!