Pular para o conteúdo

Educandário realiza Feijoada Beneficente para arrecadar dinheiro

  O Educandário Santa Margarida vai realizar a 1ª Feijoada Beneficente. A ideia é arrecadar fundos para a revitalização do prédio. O evento vai acontecer no dia 10 de outubro, a partir das 11h30, no Parque das Acácias. O samba de raiz fica por conta do cantor Bruno Damasceno, que promete agitar a festa.

O ingresso tem o valor de R$ 25 e pode ser adquirido no próprio Educandário. A presidente do abrigo, Rita Batista, conta que ao comprar o ingresso o interessado ganha um prato de cerâmica, para utilizar no dia da Feijoada. “São cerâmicas confeccionadas aqui no Educandário”, completou.



Segundo a presidente, o prédio do abrigo precisa passar por uma revitalização, pois tem 73 anos de existência. Apesar de bem conversado, o espaço precisa de uma reforma para melhorar o atendimento das crianças. “Precisamos reformar a sala de aula, o muro, precisamos aumentar, pois aqui não temos segurança. Os banheiros, o pátio, nós precisamos também de uma brinquedoteca para as crianças”, explicou Batista.

Hoje, o Educandário atende 27 crianças, e é a única instituição que atende crianças de zero a 12 anos, na Capital, na modalidade Abrigo. Os recursos para manutenção do abrigo vêm de fontes como o Governo do Estado e Prefeitura de Rio Branco. Porém, alimentação, vestuário, material de limpeza, higiene pessoal e calçado são em sua grande maioria oriundos de doações da sociedade civil.

Com funciona o Educandário?

O abrigo atua como entidade de enfrentamento, da prevenção e da reinserção na família, das crianças vítimas do abandono, negligência ou violência (física, sexual, psicológicas, funcional). Essas crianças são encaminhadas pela Vara da Infância e Juventude de Rio Branco e dos Conselhos Tutelares, para acolhimento institucional.

A principal proposta do abrigo é fazê-lo o mais parecido possível com um lar, ainda que provisório. A entidade desenvolve ainda, um trabalho de conscientização da comunidade quanto as responsabilidade social para com o próximo. Nesse espaço, as crianças retomam relações no processo educativo, novas formações e regras de convivência social, além de novos hábitos de higiene, saúde e alimentação.

Histórico do Educandário

O Educandário Santa Margarida foi fundado em 30 de agosto de 1942, a princípio foi criado como Sociedade de Assistência aos Lázaros e defesa contra lepra de Rio Branco. Esta iniciativa foi da Eunice Weaver, que assumiria com o presidente Getúlio Vargas o compromisso de criar obras semelhantes à fundada em Minas Gerais (MG), em todos os estados brasileiros. No Acre, as unidades foram criadas em Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

Em seguida, por decisão da diretoria e para atender interesses da legislação, o abrigo teve seu nome alterado para Sociedade Eunice Weaver de Rio Branco. Somente em 2002, com aprovação do novo Código Civil, teve seu nome alterado para Educandário Santa Margarida.

A fundação da entidade foi para atender ao interesse sanitário. Na época, qualquer pessoa que tivesse diagnosticada a existência de hanseníase, era sumariamente excluída da comunidade e isolada em colônias, onde ficavam até morrer.

 

 

 

error: Conteúdo protegido!!!