Pular para o conteúdo

“PAA garante que nosso público tenha refeições saudáveis e de boa qualidade”, afirmou a representantes de uma das entidades beneficiadas pelo programa

 Semanalmente, são entregues pelo menos dois tipos de frutas e várias verduras na Associação dos Deficientes Visuais do Acre (Adevi), através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Com os produtos, o café, almoço e jantar do público do público atendido pela entidade está garantido.

“PAA garante que nosso público tenha refeições saudáveis e de boa qualidade. Todos os dias pelo menos 20 pessoas almoçam na nossa associação. São pessoas que fazem nossos cursos ou familiares de alguém que esteja fazendo algum tipo de tratamento visual”, destacou a tesoureira da Adevi, Marileide Gomes.



Realidade parecida ocorre nas escolas municipais, hospitais e outras instituições cadastradas no PAA. De acordo com o secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar, Genilson Figueiredo, no Acre em média, dependendo do período do ano, são comercializados, através do programa, cerca de 100 mil toneladas de produtos.

De acordo com o produtor, José de Lima, participar do programa é a garantia de ter para quem vender a produção. “Também, fico feliz de saber que a banana ou a macaxeira que produzo, sem qualquer agrotóxico, vai chegar à mesa de quem precisa”, confirmou.

Para garantir o fornecimento dos produtos, melhorando o transporte e o armazenamento dos produtos da agricultura familiar, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o Governo do Estado entregaram na manhã desta terça-feira, 29, para comunidades rurais de Rio Branco, Porto Acre e Mâncio Lima, três tratores, seis caminhões, 26 balanças de plataforma e 27 computadores.

A cerimônia de entrega contou com a participação do secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Arnoldo Campos. “O objetivo do programa é combater a fome com desenvolvimento no campo, e o Acre é referência para o Brasil, pois trabalha esse desenvolvimento com sustentabilidade”, afirmou o secretário. O programa foi criado em 2003.

No Acre, o PAA movimenta mais de R$ 25 milhões e atende mais de 460 entidades, envolvendo 2.240 agricultores no processo.

O investimento dos materiais entregues nesta terça-feira é de mais de R$ 1,2 milhão, e a entrega dos tratores é fruto de emenda parlamentar dos ex-deputados federais Perpétua Almeida e Taumaturgo Lima.

O governador Tião Viana afirmou que o estado está conseguindo avançar na diversificação da produção, numa caminhada que assegura dignidade e esperança para os trabalhadores do campo.

“No estado nós temos mais de 80 feiras assegurando a distribuição da agricultura familiar. Já foram liberados mais de R$ 30 bilhões pela presidente Dilma Rousseff para garantir a agricultura em todo o país”, contou Tião Viana.

O prefeito Marcus Alexandre destacou que só em Rio Branco são 30 feiras de bairros, fora os mercados municipais. “O desafio que enfrentamos requer muita união e trabalho. E é isso que fizemos quando o governo lançou mais uma fase do PAA no Acre, logo após um dos invernos mais rigorosos, uma prova de que nós nos superamos para alavancar a agricultura”, contou o prefeito.

Aquisição de alimentos - OL (1) Aquisição de alimentos - OL (2) Aquisição de alimentos - OL (3) Aquisição de alimentos - OL (5) Aquisição de alimentos - OL (14)

Fotos: Odair Leal/ A GAZETA
Fotos: Odair Leal/ A GAZETA
error: Conteúdo protegido!!!