Pular para o conteúdo

Rio Branco embarca para o Rio Grande do Sul com dúvida no ataque

Elenco estrelado fez treino tático ontem, no Florestão, antes de partir para o RS. (Foto: Nathacha Albuquerque)
Elenco estrelado fez treino tático ontem, no Florestão, antes de partir para o RS. (Foto: Nathacha Albuquerque)

A delegação do Rio Branco embarcou no início da madrugada desta sexta-feira rumo a Erechim, no Rio Grande do Sul, onde enfrenta o Ypiranga/RS, pelo jogo de volta das oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro. O time fez o último treino na manhã de ontem, no estádio Florestão, na Capital.

O técnico Edson Júnior comandou uma atividade tática e tem uma dúvida no ataque: Charles Chenko ou Willian Saroa. O treinador não sabe quem colocar em campo. Chenko voltou de lesão nesta semana e Saroa foi contratado para o mata-mata da quarta divisão nacional.



O Rio Branco deve ter a seguinte escalação: Ricardo Vilar; Pedro Balú, Carciano, Martinez e Léo; Joel, Felipe Recife e Jean Carlos; Wellington Tindurim, Dudu Mandai e Willian Saroa. O lateral-esquerdo Tiaguinho, suspenso, está fora da partida.

O Ypiranga/RS venceu a partida de ida por 1 a 0, na Arena da Floresta, no Acre. O Canarinho precisa apenas de um empate para se classificar. O Estrelão, se devolver o mesmo placar, leva a decisão para os pênaltis. Para avançar direto, o time acreano tem que vencer por dois ou mais gols (2 a 1, 2 a 0, 3 a 2, 3 a 1 etc).

A partida de volta está marcada para domingo, às 14h (horário do Acre), no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS). O duelo terá transmissão ao vivo da Rádio Difusora Acreana.

Trio de arbitragem
A comissão de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu a escala para os jogos de volta das oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro, no próximo fim de semana. Rodrigo Nunes de Sá apita o confronto Ypiranga e Rio Branco, auxiliado por Wendel de Paiva Gouveia e Carlos Henrique Alves de Lima Filho, todos do Rio de Janeiro.

Esse é o segundo jogo do Estrelão do Acre que Rodrigo Nunes de Sá trabalha. Na primeira fase da quarta divisão nacional, o árbitro apitou Rio Branco e Remo, que terminou 0 a 0, na Arena da Floresta.

error: Conteúdo protegido!!!