Soldado é morto dentro de carro ao sair de boate

 O jovem Maykon Júnior Bezerra da Silva, de 24 anos, foi executado a tiros na madrugada de sábado, 9, minutos depois de sair de uma boate localizada no Parque da Maternidade, próximo à Avenida Ceará.

De acordo com informações, o rapaz que era soldado do Exército Brasileiro e servia no 4ºBIS – Batalhão de Infantaria e Selva, estava na casa noturna quando teria discutido com uma mulher não identificada, um homem que acompanhava a mulher não teria gostado da discussão e do fato do solado ter apontado o dedo em direção ao rosto da mulher.

Minutos depois da discussão o jovem Maykon saiu da casa noturna em seu veículo acompanhado de uma mulher em direção a sua residência no bairro João Eduardo, região da Baixada da Sobral.

Quando o casal trafegava na rua Veterano Ernesto Sales, no bairro Abraão Alab, dois homens em uma motocicleta se aproximaram do veículo o e efetuaram vários tiros contra Maykon.

Segundo Boletim de Ocorrência da Polícia Militar, a mulher que não teve o nome revelado pela polícia e que estava em companhia de Maykon teria alertado ele que eram tiros e o rapaz pediu para que ela fosse para o banco de trás para se proteger.

Em seguida o rapaz já atingido pelos tiros perdeu o controle do veículo e colidiu contra o muro de uma residência.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionada, mas chegando no local o jovem já estava morto. A mulher não foi atingida pelos tiros, o que leva a crer que realmente foi uma execução e os criminosos só tinham como alvo o soldado.

O caso começa ser investigado pela Polícia Civil que já ouviu quatro testemunhas e acredita que a morte esteja relacionada a discussão na casa noturna. A polícia tenta agora identificar a mulher com quem a vítima discutiu e o homem que a acompanhava.

COL - Soldado - FOTO IRYÁ RODRIGUES COL  - soldado - ARQUIVO PESSOAÇ (1)

 

 

Assuntos desta notícia