Gazetinhas 14/03/2017

*E a segunda-feira seguiu triste, sofrida, com a morte do seu Wildy Viana, pai do governador Tião Viana, do senador Jorge Viana, da Silvinha e do Wildy Filho (já falecido)…

*Marido da dona Sílvia, avô do Tiago, do Diego, da Marian, da Kalú, da Mariah, da Catarina e do Virgílio;

*Bisavô do Davi e do João.

*Seu Wildy era acreano de Brasileia, radiotelegrafista, mas fez carreira na política e deu uma contribuição importante para o Acre, como vereador, deputado estadual e deputado federal.

*Entretanto, basta conhecer um pouco mais da história dele para saber que o seu maior legado foi, sem dúvidas, a família forte e unida que ele construiu.

*Netos que o cuidavam e o protegiam;

*Filhos que transformaram a história do Acre…

*E que honraram o sobrenome do pai e o amaram, incondicionalmente, até os últimos minutos de vida.

*Que presente melhor um homem pode receber de Deus do que este?

*Vida dignamente vivida, missão cumprida…

*Que o seu Wildy descanse em paz.

*E que o Senhor conforte o coração de toda família.

*E a manhã de ontem foi movimentada na Fieac, com a palestra do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi.

*Não um ministro da Agricultura qualquer…

* Mas “O” ministro, nas palavras do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Acre, Assuero Veronez.

*E daí dá pra tirar o nível do entusiasmo dos empresários e pecuaristas presentes no evento.

*Saíram impressionados com as ideias objetivas e audaciosas do “rei da soja”…

*E com as experiências de geração de riqueza e renda por meio do cultivo de grãos.

*Para o ministro, o Acre teria mais facilidade de exportar o milho ou a soja que, futuramente, venham a ser produzidos aqui, do que o próprio Mato Grosso, uma vez que a distância do Estado ao porto de Rondônia é 1/3 menor do que a percorrida pelos mato-grossenses.

*Huuuum…

*Muita calma nessa hora, ministro.

*Por aqui, a banda ainda toca em ritmo diferente.

*E eu só queria ser o gênio da lâmpada pra saber o que o prefeito Marcus Alexandre, o deputado Angelim e a ptzada presente na Fieac estavam achando desse discurso aí.

*Pra botar fogo na polêmica, vale destacar também a resposta de Blairo Maggi à pergunta da presidente do Sindicato da Indústria Madeireira sobre a “ferrovia dos chineses”.

*Disse ele:

* “Sinceramente, não vai dar certo”.

*Pipipipipi.

*E justificou com uma situação específica do Mato Grosso que impedirá o andamento do projeto.

*É, divergências de ideologias à parte, pelo menos falta de franqueza não é defeito do ministro.

*O resto, bom… Deixa pra lá.

 

Assuntos desta notícia