Gás de cozinha aumenta em 3,1% no Acre

 O gás de cozinha sofreu um reajuste de 3,1% em seu valor praticado no Acre. Isso significa um aumento de R$ 1,98 na botija de 13kg, R$ 1,05 na de 5 kg e de R$ 1,39 na de 8 kg. Até antes do reajuste o produto pode ser encontrado por, em média, R$ 57 a maior botija, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O aumento foi autorizado pelo Governo Federal na sexta-feira, 17. O último aumento no preço do gás de cozinha ocorreu em setembro de 2015. A Petrobrás destacou, contudo, que esse aumento não foi aplicado ao GLP de uso industrial.

Outra informação importante é que os empresários não são obrigados a repassar esse aumento ao consumidor final. O valor começa a ser praticado somente quando as distribuidoras comprarem o produto com o reajuste, poderá repassar ao consumidor.

Na capital, o processo funciona da seguinte forma: o produto que sai das refinarias ou dos locais de importação em Rondônia. Depois, é envazado em botijões das distribuidoras e, em seguida, o gás é repassado aos revendedores, responsáveis por atender o consumidor. Vindo em caminhões pela BR-364.

Subsídio

O histórico dos reajustes mostra que, entre 2003 e 2016, o preço final do gás cobrado pelas revendedoras acumulou reajuste médio de 89%, saltando de R$ 29,35 para R$ 55,60 o botijão. Neste mesmo período, o aumento realizado pela estatal foi de apenas 16,4%. Foram 12 anos sem nenhum reajuste no preço do gás vendido pela Petrobras.

Somente em 2015 é que viria o primeiro aumento pela estatal, de 15%. No mesmo ano, o aumento repassado pelas revendedoras ao consumidor chegou a 22,6%. No ano passado, a estatal fez um novo aumento, de 1,4%, ante 2,1% feito pelo mercado.

Lucros

Para cada botijão de gás vendido no País, cerca 24% do valor cobrado fica com a Petrobras. Distribuidoras e revendas retêm uma fatia média de 57%. Outros 15% são consumidos com ICMS e 4% com PIS e Cofins, segundo dados da estatal.

De acordo com dados da empresa Preço do Gás, que divulga valores do botijão praticados em todo o País, a variação atual de preços do gás de cozinha chega a mais de 78%, entre R$ 44,90 e R$ 80, na entrega ao cliente.

Assuntos desta notícia