Ícaro Pinto que atropelou e matou colaboradora do Araújo é preso na Tucandeira

Momento em que é dada voz de prisão ao motorista da BMW, Ícaro Pinto

O fisioterapeuta Ícaro Pinto, de 33 anos, motorista da BMW que atropelou e matou Jhonliane Paiva de Souza, de 30 anos, foi preso neste sábado, dia 15, quando tentava entrar no Acre pelo Posto da Tucandeira, na divisa com Rondônia.

Ícaro era considerado foragido da Justiça desde a sexta-feira, dia 14, quando o mandado de prisão foi emitido. Pinto desembarcou na cidade de Porto Velho (RO), para driblar a operação que tentava prendê-lo no estado acreano.

Ícaro viajou a Fortaleza (CE) no início da semana, onde, segundo a defesa dele, estaria com a mãe, a professora sindicalista Alcilene Gurgel. O advogado Sanderson Moura alegou que o fisioterapeuta não viajou para se esconder, mas para acompanhar a mãe em tratamento de saúde na cidade cearense.

Os policiais montaram barreira nas saídas do Acre e também uma equipe foi posicionada no Aeroporto Plácido de Castro.

O motorista da BMW foi trazido para a Delegacia Central de Flagrantes (Defla), que fica na Estação Experimental, em Rio Branco. Ele fica à disposição da Justiça acreana. (Noticias da Hora)

Assuntos desta notícia